EXPLORAÇÃO E COMERCIO DA MADEIRA

Páginas: 7 (1696 palavras) Publicado: 31 de julho de 2013
JK E IP





EXPLORAÇÃO E COMERCIO DA MADEIRA
(1920-2013)




NOMES:
JK E IP




SANTA CATARINA 2013.





INTRODUÇÃO
De grande importância para a colonização foi á extração da madeira nos anos 1920 á 1960 onde registrasse o seu ápice, onde grandes áreas foram devastadas pelas grandes serrarias que escoavam a madeira via Rio Uruguai e afluentes,geralmente o destino era os chamados países platinos, onde a madeira era direcionada e comercializada, mas todo esse processo vai muito mais além, os detalhes é o que cativa, a forma como essa madeira era transportada, dando emprego a muitos, gerando vidas e ao mesmo tempo tirando, pois o escoamento da madeira era um trabalho árduo, pesado e muito perigoso.
RESUMO

Apesar dos conflitos da Guerrado Contestado ter atrasado a colonização do oeste, a extração da madeira no oeste catarinense, foi um marco para a colonização da região.. Porém, devido ao desmatamento intensivo e abuso do solo, deixou marcas irreversíveis para a região e nas vidas de muitas famílias que vivenciaram o ciclo das balsas.


















1 APÓS O CONTESTADO

A exploração da madeira no oestecatarinense, como grande forma econômica começou apenas com o fim dos conflitos do Contestado, em 1916, após a solução da questão de limites interestaduais entre Santa Catarina e Paraná. Em 1917, o governador Felipe Schmidt cria os municípios de Mafra, Cruzeiro, Porto União e Chapecó. Depois o governo distribuiu concessões de propriedades a empresas privadas, que promoveram a colonização através daapropriação individual privada das terras. A colonização do oeste, se deu início através de um plano do governo de modernizar a forma de produção, de integrar sua economia a região. As colonizadoras incentivaram a vinda de descendentes de imigrantes europeus de origem alemã e italiana, vindos das velhas colônias no Rio Grande do Sul. Estes colonos já possuíam uma representação de uma ideologia decolonização europeia no país como de trabalhadores, construtores do progresso e da civilização. Os migrantes estavam sofrendo com a falta de terras e os autos impostos no estado gaúcho. Assim dando um grande impulso no interesse pelo oeste catarinense. Esse processo de ocupação capitalista ocorreu entre 1920 a 1950.
Mas a colonização do oeste não contava com a população ''brasileira'',constituída por caboclos, posseiros e indígenas que ainda viviam na região, muitos fugidos e outros de passagem.

2 A EXTRAÇÃO DA MADEIRA

Chapecó, antigo Passo dos índios, no final do século XIX, era caracterizada basicamente por matas de araucária e habitada praticamente por índios Kaingangs, Guaranis e também pelos caboclos; luso-brasileiros, homem caboclo miscigenado. Os luso-brasileirosdenominavam-se de brasileiros e praticavam a cultura de subsistência. Não havia infraestrutura, demarcação das terras e nem estradas. As diversas Companhias de Colonização, entre elas a Sociedade Territorial Mosele, Eberle, Ahrons e cia, Empresa Povoadora e Pastoril Theodore Capelle, Bertaso, Maia e Cia, Cia Territorial Sul Brasil, Luce, Rosa e Cia, Empresa Chapeco-Pepery Ltda, Bley e Maia, SociedadeVolksverein, Construtora e Colonizadora Oeste Catarinense Ltda, praticamente todas tiveram origem no Rio Grande do Sul, e já foram formadas com a finalidade de colonizar áreas e explorar a madeira. Chegaram para dar novo impulso na região e que receberam do governo apoio e incentivo, foram as grandes responsáveis pelo desencadear efetivo do processo de colonização, aliado à produção e à comercializaçãoda madeira. Muitos indígenas e luso-brasileiros, antigos moradores que residiam na região, foram sendo expulsos, pela empresa responsável pela colonização, por não possuírem título de propriedade e pelo modo de produção primitivo que possuíam. Os brasileiros, que habitavam as áreas concedidas as colonizadoras, perderam completamente os seus direitos de ocupação. Uma minoria ficou com terra...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Comercio madeira
  • A exploração da madeira na amazônia
  • Empresa Familiar Teckmader Industria e Comercio de Madeira Ltda
  • Inventário amostral de uma comunidade de floresta ombrófila densa para fins de exploração seletiva de madeira
  • Diagnóstico organizacional: empresa s.n. da silva comércio de madeiras importação e exportação
  • O comércio de madeiras em Florianópolis: Uma análise sob a perspectiva da origem da matéria prima.
  • exploração
  • Exploração

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!