Existencialismo jurídico

Páginas: 12 (2853 palavras) Publicado: 15 de maio de 2014
Existencialismo Jurídico

“Estou condenado a ser livre”

1.0 Os Existencialismos
Existem muitas vertentes existencialistas. O existencialismo apresenta-se não como uma filosofia única, mas como uma pluralidade de tendências existencialistas. Todas as tendências porém, partem de uma mesma premissa, qual seja, a de que a existência precede a essência.
Os existencialismos são a voz deuma sociedade que vive o abandono, que procura saídas, mas que se acotovela com o purgatório da existência e de seus dilemas. Em pleno contexto contemporâneo resta ao homem a segurança de ser o que é, ou seja, um ser simplesmente existente.
Hegel e Marx funcionaram como molas propulsoras para o surgimento do existencialismo.
O homem é compelido a pensar sobre si. Num mundo de inúmeraspossibilidades, viver é escolher entre essas possibilidades. A vivencia é um acontecimento que não se explica por si, mas que simplesmente é. E quando se procura identificar o que se é, percebe-se que se está diante de uma situação tal que se pode dizer: existir é ser livre. E essa liberdade consiste exatamente em poder optar entre ser isto e ser aquilo, entre fazer isto e fazer aquilo, dentro daspossíveis aberturas que o mundo oferece, e, então, construir-se a si mesmo de acordo com essas escolhas existenciais. A existência, portanto, constitui a essência de cada qual.
O existencialismo possui um apego, que irá ser exatamente o apego pelo contingencial, pelo situacional. Não há nenhum idealismo além do que agora se pode ter, do que agora se pode identificar como justo ou certo. Assim, ofuturo abre-se como um leque de possibilidades, e para o futuro as respostas são inimagináveis.
O existencialismo é mister exercer um ato de escolha, que recai sobre o existencialismo de Jean-Paul Sartre e Albert Camus. Tanto Camus, como Sartre, possuem uma perspectiva em comum, pois vêem na liberdade a grande chave para a compreensão do que é humano.



2.0 - Albert Camus – ExistencialismoCamusiano
Albert Camus, filosofo e escritor argeliano, tendo vivido grande parte de seu tempo na França, via na literatura um grande foco de dispersão da dimensão existencial das vivencias humanas: dramatizou ao máximo o homem e os problemas de seu tempo. Por meio de sua caneta, o existencialismo ganhou a maior manifestação teatral dos problemas humanos.
Rastreou o problema da liberdade humana.A interpretação conjunta de suas obras permite vislumbrar os traços que o identificam como um legitimo representante do existencialismo francês. Tem-se uma preocupação em explorar uma filosofia do absurdo, decorrente de um sentimento de vazio pela arbitrariedade das coisas, pela sutileza dos conceitos e definições de discursos humanos, pela vacuidade das praticas mundanas, pela efemeridade daspretensões humanas, pela hipocrisia das ambições sociofinanceiras, pelo caráter tênue dos limites e das linhas divisórias entre o certo e o errado, entre o justo e o injusto, entre o bom e o mau, entre a preguiça e o ócio, entre o desmando e a força de caráter, ente a irresponsabilidade e o desprezo dos interesses materiais humanos.
A obra de Camus é uma proposta de denuncia da existência do homemvista dentro da existência. Demonstra-se assim que o homem é arquiteto de si, que está na liberdade humana a grande chave para a solução dos próprios dilemas humanos.
Neste aspecto, a tomada de consciência do absurdo é o primeiro passo no sentido do existencialismo. Estar ciente de que se vive é estar ciente das arbitrariedades do cotidiano. Pensar de acordo com o existencialismo é estarconsciente de que existir é agir conforme a liberdade que ao homem foi atribuída.
Sendo assim o existencialismo Camusiano resulta não na proposta de eliminação da vida, mas no viver mais, logo, aumentam a possibilidades de transformação da realidade. Esse viver mais significa liberar-se de toda presilha moral e/ou metafísica e deixar acontecer, deixar passar, deixar existir.
Assim, do choque...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Existencialismo Jurídico
  • Existencialismo jurídico
  • Existencialismo
  • Existencialismo
  • Existencialismo
  • Existencialismo
  • O QUE É O EXISTENCIALISMO
  • Existencialismo

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!