Evolução de um paciente cirurgico de hérnia umbilical

Páginas: 8 (1834 palavras) Publicado: 21 de dezembro de 2012
1. INTRODUÇÃO

A psicologia vem desde o seu surgimento crescendo e ampliando sua área de atuação. E está sendo recentemente debatida nos diferentes níveis de atenção à saúde.
O psicólogo hospitalar aparece exatamente com essa especialidade de trabalhar atuando especificamente em instituições de saúde, prestando serviços de nível secundário e terciário de atenção a saúde, e em instituiçõesde ensino na área de pesquisa e aperfeiçoamento de profissionais da saúde.
Atua visando o bem estar físico e emocional do paciente oferecendo e desenvolvendo atividades em diferentes níveis de tratamento, promovendo intervenções que se mostram necessárias como atendimento ao paciente, aos familiares ou responsáveis pelo paciente, e/ou membros da equipe multiprofissional além de intervençõesdirecionadas a relação médico-paciente, paciente-família e paciente-paciente.
A saúde, que não mais é apenas definida como um bom estado fisiológico, leva em consideração o conjunto de condições de existência que intervêm na vida do indivíduo e a doença que traz consigo diversas implicações à vida do sujeito.
Um dos pontos de intervenção do psicólogo hospitalar é lidar com o paciente em relação aoprocesso do adoecer, a hospitalização e com os conflitos internos e crises afetivas que são geradas junto com a subjetividade do sujeito que é sacudida no momento em que o paciente se depara com a doença real do corpo.
Dependendo da demanda e da formação do profissional, o psicólogo hospitalar pode desenvolver diferentes modalidades de intervenção, como atendimento psicoterapêutico, grupospsicoterapêuticos, atendimentos em ambulatórios, pronto atendimento, enfermarias em geral, avaliação psicodiagnóstica,aconselhamento psicológico entre outras.
Sendo assim, cabe a psicologia hospitalar o campo de entendimento e tratamento dos aspectos psicológicos em torno do adoecimento.


2. JUSTIFICATIVA

As doenças crônicas em geral acarretam significativas mudanças no universopsicossocial-afetivo do sujeito, questões que implicam em uma nova condição de existir circunscrita pela doença que o acomete.
Ser portador de uma doença crônica implica em uma elaboração psicológica e existencial. Trata-se de encontrar uma maneira de coexistir com a doença, buscando uma situação de equilíbrio que permita ao sujeito dar a atenção devida a doença e seu tratamento e lidar com aslimitações advindas desta sem, contudo, abrir mão da própria vida.
No caso dos pacientes com doença hepática crônica há algumas questões específicas que emergem e que necessitam da atuação do psicólogo.
O paciente hepático lida com questões como a mudança significativa das atividades diárias por conta das freqüentes consultas médicas e da forte indisposição advinda da doença, o medo de morrer, aansiedade ocasionada pela espera do transplante, as muitas restrições alimentares, a diminuição da autonomia e a frustração de um transplante mal sucedido.
Todas essas questões implicam em profundas mudanças não somente na vida do paciente como na de sua família, tais mudanças, ao exigir uma reconfiguração da vida dos familiares e dos papéis que exercem podem ocasionar desorganizações psíquicas esociais.
O psicólogo vai atuar junto ao paciente e sua família auxiliando no processo de adaptação e ressignificação, bem como atuando em avaliações psicológicas, no caso de paciente em espera de transplante, visando a detecção de possíveis fatores de risco que possam comprometer o sucesso do transplante.

3. DESENVOLVIMENTO

4.1. Aspectos Etiológicos

O fígado é o maior órgão docorpo humano, podendo pesar até 2 quilos, representando 1/50 do nosso corpo, sendo esta relação de 1/18 em crianças.
De acordo com Sherlock (1978) o fígado se encontra “abrigado pelas costelas, no quadrante direito” e é dividido em dois lobos, sendo o esquerdo seis vezes menor que o direito.
O funcionamento deste órgão é, segundo Paulino (1997), de uma glândula mista, uma vez que assim...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • hernia umbilical
  • PACIENTE CIRURGICO
  • Paciente Cirurgico
  • Segurança do Paciente pos cirurgico
  • Evolução de pacientes
  • Cuidados de enfermagem ao paciente cirurgico!
  • Preparo Paciente Pre Cirurgico
  • Assistência de enfermagem ao paciente cirúrgico

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!