eticaa

Páginas: 7 (1656 palavras) Publicado: 8 de agosto de 2013
A ÉTICA NA HISTÓRIA

Concepções filosóficas sobre o bem e o mal

A moral é uma construção humana, como vimos até agora. Mas, como o ser humano é um ser social e a sociedade sofre transformações ao longo da história, podemos dizer que a moral, além de possuir um caráter social, caracteriza-se também por ser uma construção histórica.

Com isso queremos ressaltar que os sistemas morais nãosão fixos nem imutáveis, pois estão relacionados com as transformações históricossociais.

Assim, embora os sistemas morais se fundamentem em valores como o bem e a liberdade, o conteúdo do que seja o bem e a liberdade varia historicamente, dando origem a moralidades e concepções éticas diversas. No limite, poderíamos dizer que vício e virtude são questões atreladas ao tempo e ao lugar social.Vejamos, de forma resumida, algumas das concepções éticas significativas que marcaram os grandes períodos históricos. Daremos destaque às concepções éticas de Aristóteles, na Antigüidade, Santo Agostinho, na Idade Média, Kant, na Idade Moderna.

Antiguidade: a ética grega

A preocupação com os problemas éticos teve início de uma forma mais sistematizada na época de Sócrates, filósofo tambémconhecido como "o pai da moral". Vejamos o que disseram os principais filósofos gregos desse período sobre esses problemas:

Os sofistas afirmavam que não existem normas e verdades universalmente válidas. Tinham, portanto, uma concepção ética relativista ou subjetivista.

Os antigos gregos desenvolveram uma ética racionalista na qual a razão deveria prevalecer sobre as paixões e desejosindividuais.

O mal, as paixões desenfreadas, a iniqüidade, a que os gregos denominavam hybris, eram representados pelas personagens monstruosas que deveriam ser vencidas pelos heróis.

Sócrates, ao contrário dos sofistas, sustentou que existe um saber universalmente válido, que decorre do conhecimento da essência humana, a partir da qual se pode conceber a fundamentação de uma moral universal. E o queé essencial no ser humano? A sua alma racional. O homem é, essencialmente, razão. E é na razão que se devem, portanto, fundamentar as normas e costumes morais. Por isso, dizemos que a ética socrática é racionalista. O homem que age conforme a razão age corretamente.

Platão desenvolveu o racionalismo ético iniciado por Sócrates, aprofundando a diferença entre corpo e alma. Argumentava que ocorpo, por ser a sede dos desejos e paixões, muitas vezes desvia o homem de seu caminho para o bem. Assim, defendeu a necessidade de purificação do mundo material, para se alcançar a Idéia de Bem. Segundo Platão, o homem não consegue caminhar em busca da perfeição agindo sozinho. Necessita, portanto, da sociedade, da polis. No plano ético, o homem bom é também o bom cidadão.

O estoicismo Depois doperíodo clássico grego, o estoicismo desenvolveu uma ética baseada na procura da paz interior e no autocontrole individual, fora dos contornos da vida política. Assim, o princípio da ética estóica é a apathéia: a atitude de aceitação de tudo o que acontece, porque tudo faria parte de um plano superior guiado por uma razão universal que a tudo abrangeria.

O epicurismo A ética do epicurismo, deforma semelhante, tinha como princípio a ataraxia: a atitude de desvio da dor e procura do prazer espiritual, que contribui para a paz de espírito e o autodomínio. Minimizando a influência dos fatores exteriores sobre o bem-estar espiritual, Epicuro observou: O essencial para nossa felicidade é nossa condição íntima e dela somos senhores.

A Ética do equilíbrio de Aristóteles.

Aristótelestambém desenvolveu uma reflexão ética racionalista, mas sem o dualismo corpo alma platônico. Procurou construir uma ética mais realista, mais próxima do homem concreto. Para tanto, perguntou-se sobre o fim último do ser humano. Para o quê tendemos? E respondeu: para a felicidade. Todos nós buscamos a felicidade.

E o que entende Aristóteles por felicidade? Para ele, a felicidade não se...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Eticaa
  • Resenha crítica éticaa c

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!