Etica e Serviço social- Fundamentos Ontologicos

Páginas: 14 (3318 palavras) Publicado: 19 de março de 2014
INTRODUÇÃO

O Significado Ontológico do trabalho

A sociedade é organizada por esferas, mas se efetua de formas particulares. Com sistema feudal,
introdução da moeda, capitalismo e entradas de maquinários contribuíram para que a força de trabalho tivesse valor cotado como se fosse de uma mercadoria. A sociedade capitalista muitas vezes extrapola com a carga horária estabelecida, só contandocom o retorno financeiro sem se preocupar com as condições de trabalho.
Essa exploração só é percebida nos extras da vida cotidiana, pois é a soma dos efeitos físicos e psicológicos.
A liberdade que prende se submete ao julgamento do outro e, em contrapartida uma burocracia que impede ao acesso.
O indivíduo é atingido moralmente sendo obrigado a se adequar no processo capitalistaconsiderado normal. Cada ação pode ter pontos de vista positivos e negativos relativos as suas circunstâncias de categorias históricas, sociais, religiosas, verdadeiras ou mentirosas.

Trabalho e Alienação

A apropriação privada na sociedade capitalista nos meios de produção nega suas potências emancipadoras ao contrário de seu caráter de atividade livre.
O trabalhador não conhece o produto final queproduz para que não tenha oportunidade de avaliar e saber o valor do produto que fabrica.
O desconhecimento entre o objeto e o indivíduo torna-se sem importância.


Atividades Emancipadoras

No cotidiano o indivíduo e a sociedade se relacionam de forma espontânea. Um ser singular e genérico, não através de sua singularidade que se expressa como representante do gênero humano.
Osindivíduos obedecem a suas necessidades de produção. Assim temos a ação de repetição de modo e comportamento que são de mediações e características da maneira de ser, fazendo com que o indivíduo se perceba apenas de forma singular.























DESENVOLVIMENTO

A capacidade ética do ser social: Vida cotidiana e alienação moral
No campo da moral, a alienação da vidacotidiana se expressa, pelo moralismo, movido por preconceitos e modo de comportamento. Assim, “o afeto do preconceito é a fé”, uma atitude dogmática, movida em geral, pelo irracionalismo e pela intolerância. O preconceito é uma forma de discriminação, a não aceitação do que é adequado aos padrões “corretos”, podem ocorrer em várias dimensões da atividade social. No entanto, dado que a moral estápresente nas várias dimensões da vida social, o preconceito pode se transformar em moralismo, o que ocorre quando todas as atividades e ações são julgadas imediatamente a partir da moral. Por suas características, o moralismo é uma forma de alienação moral.
Por sua função social (a moral), busca integrar os indivíduos através de normas; esse caráter legal implica certa coerção. As normas tendem acoagir na direção de necessidades sociais perpassadas pela dominação, e como pode-se dizer não às normas, este conflito passa a ser positivo. A moral está presente em todas as atividades humanas, existe a alternativa de conflitos quando determinadas situações exigem escolhas cujos valores se chocam com a moralidade dos indivíduos sociais; isso pode decorrer na relação entre moral e política. Aatividade política supõe a projeção ideal do que se pretende transformar, por este motivo, implica projetos vinculados a ideias e valores de uma classe, de um estrato social ou de um grupo, donde sua vinculação com a ideologia como instrumento de luta política.
Como pratica, a ação política permite aos indivíduos saírem de sua singularidade, elevando-se ao humano-genérico. Ao mesmo tempo, a opçãopolítica não transforma as atitudes e ideias através de valores e deveres; podem entrar em contradição, podem reproduzir atitudes moralistas negando a intencionalidade política.
Estamos diante do chamado moralismo abstratos já que a política é reduzida a moral. Com isso, estamos em face de uma ética dos fins. Na sociedade capitalista, os conflitos ético-morais se tornem em face da fragmentação da...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Etica e Serviço Social: Fundamentos Ontologicos
  • ética e serviço social fundamentos ontológicos
  • etica e servico social fundamentos ontologicos
  • Etica e servico social, fundamentos ontologicos
  • Resumo do livro ética e serviço social fundamentos ontológicos.
  • Resumo do livro: etica e serviço social: fundamentos ontologicos
  • RESUMO DO LIVRO: ÉTICA E SERVIÇO SOCIAL FUNDAMENTOS ONTOLÓGICOS CAPÍTULO 2 RUMO À CONSTRUÇÃO DE UMA NOVA MORALIDADE
  • Os fundamentos do serviço social na contemporaneidade os fundamentos do serviço social na contemporaneidade os...

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!