Estudo dirigido Automação industrial

Páginas: 12 (2767 palavras) Publicado: 4 de novembro de 2014
Atividade do Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) – Portal 2.0
Curso/Disciplina: AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL
Professor: Simão Pedro J. Nogueira
Atividade: ED - Atividade em grupo
Prazo de entrega: até próxima semana
TECNOLOGIA DE GRUPO
CÉLULAS DE PRODUÇÃO/MANUFATURA
CONSORCIO MODULAR
ENGENHARIA SIMULTÂNEA
Equipe n° 7 / Turma: 18EMNA
Ana Carolina de Carvalho/
Christopher Rodolfo/Gustavo Henrique/
Pedro G. Morais/
Renan Yudi/

05/06/14
SUMÁRIO
TOC \o "1-3" \h \z \u 1.TECNOLOGIA DE GRUPO PAGEREF _Toc389747275 \h 42.ENGENHARIA SIMULTANEA PAGEREF _Toc389747276 \h 63.CONSORCIO MODULAR PAGEREF _Toc389747277 \h 114.CÉLULAS DE MANUFATURA PAGEREF _Toc389747278 \h 145.CONCLUSÃO PAGEREF _Toc389747279 \h 176.REFERÊNCIASPAGEREF _Toc389747280 \h 18
INDICE DE FIGURAS
TOC \h \z \c "Figura" Figura 1 – Layout por famílias de peças PAGEREF _Toc389747005 \h 6Figura 2 - Perfil dos Mercados Consumidores PAGEREF _Toc389747006 \h 7Figura 3 – Peça desmontada e Pós-Montagem PAGEREF _Toc389747007 \h 8Figura 4 - Suspensão traseira do Seville PAGEREF _Toc389747008 \h 9Figura 5 - Engenharia Sequencial PAGEREF _Toc389747009 \h10Figura 6 - Ciclo de vida sobre custo do produto PAGEREF _Toc389747010 \h 10Figura 7 - Gráfico fases do produto PAGEREF _Toc389747011 \h 11Figura 8 - Layout de Montagem VW Resende - RJ PAGEREF _Toc389747012 \h 14Figura 9 - Célula de Manufatura PAGEREF _Toc389747013 \h 16
TECNOLOGIA DE GRUPOA globalização e a competitividade têm levado muitas organizações a buscarem cada vez mais técnicas avançadas como intuito de aperfeiçoar sua produção com garantia da qualidade, a menores custos, com alta flexibilidade, alta produtividade e produção em pequenos lotes. Muitas ferramentas foram desenvolvidas para esse fim e uma delas foi à tecnologia de grupo.
A tecnologia de grupo (TG) consiste em técnicas de agrupamentos que visam identificar famílias de componentes e máquinas existentes no sistemafuncional com alto grau de similaridade interna, a ponto de justificar o agrupamento dos diversos elementos em células. Na manufatura os ganhos de eficiência vêm da: redução dos tempos de setup, programação em sequencia de peças de uma mesma família, melhoria no controle do processo, planos de processo e instruções padronizadas, formação de células de manufatura e aumento da qualidade.
Em 1960 naAlemanha, Opitz (1971), desenvolveu um método denominado Sistema de Codificação e Classificação - SCC, o qual comparava as características geométricas de diversas peças. Esta técnica até dias de hoje é amplamente utilizada, quer seja para formação de famílias de peças e/ou componentes ou como precedente para utilização de outras técnicas.
Em 1963 na Inglaterra, Burbidge (1971), criou a metodologia deAnálise de Fluxo de Produção - AFP. Trata-se de um método de agrupamento tradicionalmente utilizado na formação de famílias na tecnologia de grupo, baseando-se no fluxo de produção do sistema produtivo.
A Tecnologia de Grupo é ideal para sistemas produtivos de pequenos e médios lotes e médias variedade de produtos, aonde esta metodologia vem trazendo para as empresas grandes benefícios em seugerenciamento produtivo.
A padronização faz com que o número de partes também seja reduzido e quando novas partes são projetadas, o código de peças já existente pode ser acessado no banco de dados para identificar peças similares já em produção. Outra vantagem que a codificação apresenta é o agrupamento de peças similares em famílias, ou seja, peças de uma mesma família normalmente são feitas emmáquinas similares e com o mesmo ferramental, reduzindo desta forma os custos e o tempo de desenvolvimento.
A codificação estruturada de materiais constitui uma das mais difíceis e trabalhosas tarefas para uma empresa, pois a classificação criteriosa muitas vezes leva a um sistema de codificação com um número excessivo de dígitos, dificultando sua operacionalidade.
Na figura 1 tem o exemplo de...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Estudo dirigido PROCESSOS INDUSTRIAIS
  • Automa O Industrial II Estudo Dirigido Parte 2
  • Automação industrial
  • Automação Industrial
  • Automação Industrial
  • Automação Industrial
  • AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL
  • automação industrial

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!