Estudo de caso

Páginas: 2 (275 palavras) Publicado: 20 de julho de 2012
Faculdade Católica de Anápolis
Anápolis, 30 de Março de 2012
Professora: Virgínia
Aluna: Laura Ribeiro Martins

Estudo de caso:
Aluno A. F., 6 anos, jardim I.Uma criança, no primeiro momento, dócil, atenciosa, inteligente, que realiza todas as atividades propostas em sala. Mas infelizmente não se relacionava bem com oscolegas. É agressivo e usa de meios físicos para conseguir o que desejava. Os demais alunos se queixavam constantemente de suas agressões, que são chutes, socos e mordidas.Ao conversar informalmente com o aluno descobri que sua mãe se casou muito nova e logo se separou. Após a separação retornou para a casa dos pais. Sua mãe trabalhavao dia todo e o aluno passava um período com os avós e outro na escola. E o mesmo relatou espontaneamente que os avós brigavam muito e o avô bebia e agredia a avó.
Suareferencia era o tio, seminarista, que pelo seu relato, era uma pessoa muito importante na sua vida. Após essa conversa, iniciamos uma atividade em grupo, e pormotivo banal, puxou com muita força a camisa do colega chegando a rasga-la. Por esse motivo chamamos sua mãe para conversarmos a mesma não compareceu enviando a avó parasolucionar o problema. Já no início da conversa a avó se descontrolou argumentando que não tinha condições emocionais para lidar com aquele tipo de situação. Entãopercebemos que todos aqueles problemas familiares estavam refletindo no comportamento do aluno. A partir desse momento comecei a fazer um trabalho diferenciado, dandoatenção, carinho e sendo rígida nos momentos necessários. E o resultado foi positivo.
Classifico esse caso como uma intervenção voltada para a afetividade e confiança.
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • ESTUDO DE CASO: “CASO PINHEIRINHO”
  • Estudo de caso
  • Estudo de caso
  • Estudo de caso
  • Estudo de caso
  • estudo de caso
  • Estudo de caso
  • ESTUDO DE CASO

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!