ESTUDO DE CASO CLÍNICO: INTOLERANCIA A LACTOSE

Páginas: 9 (2247 palavras) Publicado: 19 de outubro de 2014
RESPOSTAS AO ESTUDO DE CASO CLÍNICO:
INTOLERANCIA A LACTOSE

1) Secreção salivar: É um líquido incolor, insípido, mais ou menos fluido, com um peso específico entre 1001 e 1009 e alcalina. Contém: Água - Representa 99 a 99,5% da massa total; Compostos orgânicos - Representam 70% da matéria seca (proteínas, mucina, compostos orgânicos de baixo peso molecular); Compostos inorgânicos - (cloretos,fosfatos, bicarbonatos de potássio, sódio e cálcio); Elementos figurados (leucócitos, microrganismos e células epiteliais de descamação). A saliva contém dois tipos de secreção de proteína: (1) uma secreção serosa que contém ptialina (uma α-amilase), que é uma enzima para a digestão de amido, e (2) secreção mucosa, que contém mucina para lubrificar e proteger as superfícies.
Secreção gástrica:A mucosa estomacal possui dois tipos importantes de glândulas tubulares. As oxínticas (formadoras de ácidos) secretam ácido clorídrico, pepsinogênio, fator intrínseco e muco. E as glândulas pilóricas secretam principalmente muco para proteger a mucosa pilórica do ácido estomacal e também a gastrina. O suco gástrico: É constituído por água, ânions, cátions, ácido clorídrico, fator intrínseco,enzimas pepsinogéneo, renina, lipase gástrica, amilase, urease e gastrina. Água, cátions e ânions: Muco - Uma proteína segregada pelas células epiteliais mucosas, rica em bicarbonato, cobre e lubrifica a superfície gástrica e Ácido clorídrico - Segregado pelas células parietais, ativa o pepsinigéneo e inativa os microrganismos ingeridos; Proteases: Pepsinogéneo - É um zimogéneo inativo, que é segregadono suco gástrico pelas células mucosas e pelas células principais. É ativado pelo ácido clorídrico para se converter em pepsina (protease ativa), importante na digestão das proteínas (nas espécies que não possuem rúmen); Quimiosina (renina) - Uma protease que coagula a proteína do leite e que é segregada nos animais jovens pelas células principais; Lipase gástrica - Hidrolisa os lipídeos quecontém cadeias curtas ou médias, embora a digestão dos lipídeos ocorra essencialmente no intestino delgado. Hormona Gastrina - É uma hormona sintetizada e libertada pelas células G da mucosa, de acordo com a quantidade de proteína existente no estômago. É um peptídeo importante no controlo da secreção ácida e motilidade gástrica; Fator intrínseco - Uma glucoproteína segregada pelas células parietais,essencial à vida, combina-se com vitamina B12, importante na absorção intestinal (íleo).
Secreção intestinal: Intestino delgado possui a Glândula de Brenner, que secretam grande quantidade de muco alcalino. Intestino grosso assim como o delgado secreta apenas muco que contém quantidades moderadas de íons de bicarbonato. Também são formadas pelos enterócitos das criptas (1800 ml/dia no homem).Consta de um líquido extracelular quase puro, com pH entre 7,5 e 8 que é absorvido pelas vilosidades, servindo como veículo aquoso para a absorção. E também por várias enzimas como: peptidases – aminopeptidases e dipeptidases; maltase, isomaltase, lactase (exceto nas aves), lipase intestinal – em pequena quantidade.
Secreção biliar: É composta por uma solução salina de cor amarelo-esverdeada,contendo sais biliares, colesterol, fosfolipídio lecitina, sódio, potássio e ácidos glucocólico e taurocólico. Contém ainda substâncias orgânicas lipossolúveis, os pigmentos biliares que resultam da degradação da porfirina do heme. O pigmento principal é a bilirrubina (renovação das hemácias que lhe confere a cor esverdeada da bíli). A bilirrubina é posterior transformada em compostos secundários,conferindo a cor acastanhada das fezes dos animais não herbívoros.
Secreções pancreáticas: São secretadas pelo pâncreas, entram no duodeno através do ducto pancreático, são constituídas por: Enzimas proteolíticas: tripsina, quimiotripsina, carboxipeptidases. Lipase pancreática - Ativada pela bílis hidrolisa os lipídeos e converte-os em ácidos gordos e glicerol. É mais eficaz a pH = 8 e após emulsão...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • ESTUDO caso intolerância a lactose
  • Estudo de caso clínico
  • estudo de caso clinico Pieloplastia
  • ESTUDO DE CASO CLÍNICO
  • Estudo de caso clínico esquizofrenia
  • Estudo de caso clínico
  • Estudo de caso clínico-oncológico
  • ESTUDO DE CASO CLÍNICO

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!