estudante

Páginas: 5 (1143 palavras) Publicado: 2 de junho de 2014

Aborto


AUTOR
Paola S. Thomaz







Niterói


Setembro 2013 Dados sobre aborto no Brasil

Estimativas de 2005 da OMS indicam que ocorrem a cada ano no planeta cerca de 87 milhões de casos de gravidez indesejada.Desses resultam entre 46 e 55 milhões de abortos, no Brasil estimasse que por ano ocorrem 1 milhão de abortos. De acordo com a ONU o aborto está entre as cinco principais causa de morte de mulheres no Brasil. De acordo com dados do IBGE cerca de 5,3 milhões de mulheres já abortaram, uma em cada sete brasileiras entre 18 e 39 anos já abortou.
Cerca de 80% delas têm religião, 64% são casadas e 81%são mães. Isso é o que mostra o primeiro levantamento direto sobre o aborto no País, feito pela Universidade de Brasília (UnB) em parceria com o Instituto de Bioética, Direitos Humanos e Gênero. De acordo com essa mesma pesquisa a faixa etária que há mais abortos vai de 20 a 24 anos.
Cálculos do Ministério da Saúde revelam que 3,7 milhões de mulheres entre 15 a 49 anos induziram o aborto, 28%dos partos realizados pelo SUS foi de mães adolescentes entre 12 a 18 anos.
Lei do planejamento familiar, toda mulher que chegou aos 21 anos com 2 filhos tem direito de fazer laqueadura e o homem que tem 2 filhos ou mais tem direito de fazer vasectomia pelo SUS.
Cerca de 220 mil internações por ano pelo SUS são pessoas que abortam, no Brasil só tem três casos que a mulher pode abortar quandosão violentadas sexualmente, quando a gravidez é de alto risco para ‘mãe’ e quando o bebê tem anencefalia cerebral.
No hospital Perola Byington em São Paulo é considerado um hospital de referência é voltado para a saúde da mulher e os casos de maior complexidade são levados para lá. São 63 centros cadastrados para atender as pessoas que diante das exceções citadas acima podem fazer o aborto.Dados do DATASUS revelam que de 1996 até 2011 os números de morte por aborto diminuíram mas ainda são altos:

Óbitos de mulheres em idade fértil e óbitos maternos – Brasil
Abortos
1996
1997
1998
1999
2000
2001
2002
2003
2004
2005
2006
2007
2008
2009
2010
2011

20072200200
Total
91
109
70
86
82
88
70
84
82
86
71
65
67
90
74
69Motivos para aborto
Não se pode dizer ao certos todos os motivos porque cada mulher é diferente porém uma pesquisa realizada por Débora Diniz, antropóloga da Universidade de Brasília (UnB), e por Marilena Corrêa, médica sanitarista da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), avaliou mais de 2 mil estudos sobre o aborto no país. Os resultados contrariam o senso comum, segundo oqual esperaríamos uma maior taxa de abortos entre adolescentes e mulheres com pouco estudo, desempregadas, solteiras e não católicas.
A maioria das mulheres que abortam tem entre 20 e 29 anos e possui uma união estável (cerca de 70%). Essas mulheres têm até oito anos de estudo e a maioria trabalha e é católica (entre 44,9% e 91,6%, dependendo do estudo analisado).
A perda do apoio da família edo pai da criança e a carência de iniciativas educacionais e assistenciais do poder público para auxiliar gestantes, aliadas a problemas financeiros associados com a manutenção de uma criança indesejada e com a exiguidade de perspectivas futuras são fatores que contribuem para a decisão a favor do aborto. Contudo, essa decisão não é simples de ser tomada e, muitas vezes, representa prejuízospsicológicos enormes e duradouros para aquelas que optam por ela.
A maioria da população brasileira parece não estar ciente dos enormes problemas causados pelos abortos clandestinos em nosso país. Uma pesquisa realizada em março de 2007 pelo Instituto de Pesquisas Datafolha (do jornal Folha de S. Paulo) revelou que a maioria dos entrevistados (65%) é contrária a mudanças na atual legislação sobre o...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • estudante
  • Estudante
  • estudante
  • Estudante
  • Estudante
  • estudante
  • Estudante
  • estudante

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!