estudante

Páginas: 66 (16256 palavras) Publicado: 31 de julho de 2013
Espeleo Grupo de Brasília - EGB
Fundado em 21 de outubro de 1977
Filiado à Sociedade Brasileira de Espeleologia - SBE

Curso Prático de Topografia
Texto: Edvard Dias Magalhães
Ilustrações: Júlio Cézar Linhares
Brasília, DF em 06 de dezembro de 1997.

2
Índice:

Porquê Topografar uma Caverna?
Mas, o que é uma topografia?
Qual o equipamento necessário?
Qual a Equipe envolvida nostrabalhos?
Como Funciona o Levantamento Topográfico?
Quais os Erros mais Comuns nas Leituras Instrumentais?
Como se determina a Seqüência das Bases? (Progressão Topográfica)
Quais os cuidados no Posicionamento das Bases?
Tipos de Bases
Nominação das Bases
Medições Instrumentais
Como se faz os desenhos de Detalhamento

05
06
07
11
12
13
14
16
16
17
18
20

TRABALHOS DE GABINETEIntrodução
O Tratamento dos Dados
A Correção das distâncias
Confecção do esqueleto da Planta baixa
Desenhos da Planta baixa
Corte Transversal e Perfil Longitudinal
Fechamento de Poligonais
Confecção do esqueleto para um Perfil Longitudinal
Confecção do Desenho Final
Cálculo do Erro
Teorias e conceitos básicos para entendermos uma caverna
Ponto Zero de uma caverna (entrada)
Caverna,Gruta e Abismo
Clarabóia e Dolina
Pilares
Desmoronamentos
Princípio da Continuidade e Descontinuidade de desenvolvimento
Cálculo de ProHz, DesLn e Desnível
Limitações da Espeleometria
Antes de ir a campo
Convenções para Níveis de Topografia
Método de Graduação UIS
Método de graduação BCRA
Qualificativos para os cálculos
Convenções espeleométricas da SBE
Sujestões para uma listaunificada de simbologia para topografia de cavernas

22
22
23
24
28
28
29
31
32
33
34
34
34
34
35
35
35
36
38
39
40
40
41
42
42
47

3
Verdadeiras guardiãs dos vestígios naturais e humanos precedentes, as cavernas
representaram papel fundamental na sobrevivência de diversos povos pré-históricos, que viam
em suas galerias painéis ideais para a imortalização de suasculturas. A representação do
cotidiano e do misticismo no interior das grutas mostra-se hoje como o mais conhecido vestígio
dessas populações passadas, e as características de deposição dos sedimentos externos no interior
das cavidades, não só permitem a conservação de vestígios arqueológicos, como de inestimáveis
sítios paleontológicos, preservados pelas alternadas deposições dos sedimentos ricos emfósseis
e de camadas calcíticas, que funcionam como caixas de pedra embalando sítios fossilíferos.
As cavernas são, ainda na atualidade, palco de numerosas manifestações culturais e
religiosas, estando fortemente representadas no imaginário popular contemporâneo e passado. O
mesmo apelo místico, que reunia há milhares de anos homens em cavernas, é fator de agregação
de multidões devisitantes às grutas nos tempos atuais, em cujos interiores realizam-se muitas
das importantes expressões culturais brasileiras. Como exemplo podemos citar as manifestações
católicas na Gruta do Bom Jesus da Lapa - BA, na Gruta Sapezal - MG, na Gruta dos Milagres GO, na Festa do Bom Jesus da Lapa de Terra Ronca - GO, na Gruta de Ubajara - CE e ainda as
cavernas rituais dos Índios Xavantes no MatoGrosso, entre muitas outras.
Mas não só a cultura popular está representada nas entranhas do subterrâneo. Já em 1961,
pela Lei 3.924, as cavernas foram tidas oficialmente como Monumentos Arqueológicos ou PréHistóricos por se apresentarem como potenciais sítios da cultura paleoameríndia do Brasil e
ficaram definitivamente protegidas pela Constituição Federal de 1988 e pelo Decreto 99.556/90
que asdefiniram como Patrimônio Cultural Brasileiro.
Exemplos incontestes de potenciais sítios arqueo-paleontológicos e históricos, estas
feições do relevo mundial, particularmente expressivas no Brasil, dependem para o
desenvolvimento de qualquer das disciplinas das quais guardam riquíssimo potencial de
pesquisa (biologia, história, arqueologia, paleontologia, geologia, geografia etc.) de seu...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • estudante
  • Estudante
  • estudante
  • Estudante
  • Estudante
  • estudante
  • Estudante
  • estudante

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!