Estudante de direito

Páginas: 7 (1724 palavras) Publicado: 28 de abril de 2013
CENTRO DE ENSINO SUPERIOR PIAUIENSE – CESPI
FACULDADE PIAUIENSE – FAP TERESINA MAURICIO DE NASSAU
COORDENAÇÃO DO CURSO DE DIREITO
PROFESSOR (A): DRA. MÁRCIA EDLENE MAURIZ LIMA
DISCIPLINA: METODOLOGIA CIETIFÍCA

*Tasso Jereyssatt Jorge Costa de Sousa
IHERING, Rudolf von. A luta pelo Direito; tradução João de Vasconcelos. São Paulo: Martin Claret Ltda, 2009, 101 p.

Pretende-seresenhar a respeito do livro “A luta pelo Direito”. Trata-se de uma obra de caráter jurídico, traduzido por João Vasconcelos e publicado pela editora Martin Claret Ltda em 2009. Foi produzido pelo pensador, jurista e romancista Rudolf von Ihering no século XIX, foi professor universitário em Berlim, Basiléia, Kiel e na Universidade de Giessen. Vale ressaltar que a perspectiva moral prática desse livrorepousa em aspectos jurídicos, filosóficos e sociais. Onde o autor busca antes não generalizar o conhecimento científico do direito e sim despertar nos espíritos a manifestação corajosa e firme do sentimento jurídico. Baseado em ideias do grande pensador, Immanuel Kant, cujo sua celebre frase tem o mesmo objetivo desenvolvido no trabalho do jurista: “Não deixes impunemente calcar o vosso direitoaos pés de outrem”.
A obra apresenta uma forma diferente, pois pode ser dividido em dois aspectos, um em cinco capítulos, o outro pode ser dividido em três fases: o prefácio do autor, a luta pelo direito é um dever do interessado para consigo próprio e, a defesa do direito é um dever para com a sociedade. Enquadra-se na escola jurídica denominada jurisprudência dos interesses. Logo dentre o inicioda obra percebe-se uma ideia muito importante que vai se desenrolar em todo o seu contexto, na qual o autor afirma que a finalidade do direito é a paz, porém, para isso é necessário lutar. A luta é o meio de se conquistar o direito assim como, o trabalho é o único meio de se conquistar a propriedade. Em ambos os casos se não se luta ou trabalha para se conquistar o que quer este não temconsciência de seu valor.
Diante disso a luta pelo direito à propriedade é ao mesmo tempo a luta pela honra e pela moral do próprio ser. Desse modo que o pensador busca estabelecer a função dos símbolos da justiça, ou seja, da espada e da balança. Onde Ihering afirma (p. 23): “A espada sem a balança é a força brutal; a balança sem a espada é a impotência do direito”. Sendo que, os poderes públicos tem odever de buscar sempre estabelecer o bem comum, mas para isso também é necessário a busca do direito individual por parte de cada um, pois esse trabalho constante exige esforços de todos.
Em vista disso, o jurista faz então uma divisão do direito onde procura dar nome às funções determinadas de cada ser. Onde os princípios jurídicos aplicados pelo Estado é o Direito Objetivo e a transfusão da regraabstrata para o direito concreto da pessoa interessada é o Direito Subjetivo. Em ambos os casos há uma batalha a ser vencida e mesmo que seja em dificuldade deve ser dominada. Porém, o que o pensador escolhe para ser mais específico em seu trabalho é, como pode ser notado na citação feita anteriormente de Kant, o que aqui ele denominou Direito Subjetivo, ou seja, a luta pelos interesses. Noentanto, o autor não deixa de demonstrar para o objetivo a exatidão de que a luta é a própria essencial do direito. Contrariando a ciência romanista, que crer na formação do direito de forma sutil e livre, como se fosse a linguagem que não exige esforço, isto é, a força tranquilamente ativa da verdade, defendida por Savigny, contraposta na comparação do direito com a dor do parto, pois o homem nãoabriria mão de um direito que ele conquistou de maneira tão violenta, cujo a dor do parto é o esforço e trabalho que o homem aceita para alcançar seus interesses não permitindo de lhe ser tomado tão facilmente.
Em função da luta pelo direito pode-se afirmar que, o que prede o homem a defender seu direito é a medida do trabalho e do esforço que lhe custou. Segundo o próprio Ihering (p. 32):
“Não...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Estudante de direito
  • Estudante de direito
  • Estudante de Direito
  • Estudante de direito
  • ESTUDANTE DE DIREITO
  • Estudante de direito
  • Estudante de Direito
  • Estudante de Direito

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!