Estrada De Ferro Araraquara

Páginas: 11 (2648 palavras) Publicado: 9 de setembro de 2015
Estrada de Ferro Araraquara
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Estrada de Ferro Araraquara

Estação de São José do Rio Preto, construída em 1912.
Abreviações
EFA
Área de operação
São Paulo
Tempo de operação
1895–1971
Sucessora
Fepasa
Bitola
1,600 m
Sede
Araraquara, São Paulo,Brasil
A Estrada de Ferro Araraquara foi uma companhia ferroviária, inicialmente privada que seria estatizadaposteriormente pelo estado de São Paulo.
Índice
  [esconder] 
1 História
1.1 Ideia
1.2 Concessão
1.3 Expansão
1.4 A falência
1.5 Encampação
1.6 O alargamento
2 Linhas
3 Frota
4 Ver também
5 Ligações externas
História[editar | editar código-fonte]
Ideia[editar | editar código-fonte]
Acompanhando a expansão cafeeira em fins do século XIX pela região da Araraquarense, os fazendeiros daquela regiãoobjetivando o escoamento do produto fizeram construir uma nova estrada – a Estrada de Ferro Araraquarense.
Concessão[editar | editar código-fonte]
A Companhia Paulista de Estradas de Ferro, que naquela época era detentora de toda a concessão na região da Araraquarense, por direito herdado da "Estrada de Ferro Rio Claro a São Carlos e Araraquara", deu a necessária licença para a construção de uma novaestrada, ligando Araraquara a Ribeirãozinho (hojeTaquaritinga).
A construção foi autorizada pelo presidente do estado, Bernardino de Campos em ofício datado de 12 de agosto de 1895. Com um capital de dois mil contos de réis, coube a Carlos Batista de Magalhães encabeçar a primeira diretoria da empresa e ao engenheiro Antônio Manuel Buenos de Andrade a realização dos estudos do traçado.
Mesmo com acrise financeira do fim do século XIX, ocorrida pela depreciação do café, a obra continuou sendo inaugurada em 9 de novembro de 1896.
Expansão[editar | editar código-fonte]
Apesar de todas as dificuldades financeiras da época, a estrada conseguiu chegar até Ribeirãozinho e daí até São José do Rio Preto em 1906.
Em 8 de fevereiro de 1916 o acervo da estrada passa para as mãos de estrangeiros, quemudam a razão social para The São Paulo Northern Railroad Company. Sob a administração estrangeira, que dizia ter sede em Delaware, nos E.E.U.U., ocorreria a pior crise da empresa, pois, por um bom período nada se investiu na ferrovia e nem houve conservação da malha.
Somente em 1939 por iniciativa do interventor Dr. Adhemar Pereira de Barros, os trilhos foram prolongados de Mirassol até a divisa como Mato Grosso do Sul, o que gerou o nascimentos das cidades da chamada Alta Araraquarense.
A falência[editar | editar código-fonte]
Em 16 de maio de 1909 realizou-se uma assembléia dos acionistas e foi eleita uma nova diretoria. O Sr. Álvaro de Menezes assumiu o cargo de presidente da ferrovia.
Empreendendo uma administração aparentemente arrojada, o novo presidente tomou vultosos empréstimos noexterior e comprou algum material rodante com os recursos assim obtidos. Mas logo tornou-se evidente que as receitas da companhia não conseguiriam arcar com o pagamento dos juros dos empréstimos contraídos.
Além disso, a administração arrojada revelou-se, na realidade, uma grande farsa, que terminou por levar a EFA e suas coligadas Estrada de Ferro do Dourado e aEstrada de Ferro São Paulo — Goyaz,à falência.
Em 5 de março de 1914 a EFA teve sua falência requerida por José de Sampaio Moreira. Nessa data tinha um passivo de empréstimos internacionais de £ 1.500.000 e de 13.000 contos em obrigações no Brasil.
Decretada sua falência, foram nomeados síndicos da massa falida Roberto Róte, a Banca Francese e Italiana per L’America de Sud e Francisco Sampaio Moreira.
Ao analisar a contabilidade daferrovia, os liquidantes se depararam com um verdadeiro caos administrativo, tendo reportado: A escrituração da sociedade é o que há de mais sem método e irregular… (relatório dos síndicos da massa falida).
A empresa não apresentou qualquer balanço em 1910, 1911 e 1912, o que deixava seus acionistas totalmente no escuro.
Posta em leilão, a massa falida recebeu quatro propostas. Foi aceita a...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • estrada de ferro
  • ESTRADAS DE FERRO
  • Estradas de Ferro
  • Estrada de ferro
  • Estrada de Ferro de Carajás
  • Estrada De Ferro Madeira
  • A estrada de ferro Madeira Mamor ou
  • A construção da estrada de ferro

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!