esquizofrenia

Páginas: 7 (1553 palavras) Publicado: 5 de agosto de 2013
FACULDADE MACHADO SOBRINHO
CURSO DE PSICOLOGIA






MÁRCIO AURÉLIO AFONSO CARNEIRO







Situação social de pessoas com diagnóstico de esquizofrenia,
atendidos em um centro de atenção psicossocial.








Juiz de Fora
2012

MÁRCIO AURÉLIO AFONSO CARNEIRO






Situação social de pessoas com diagnóstico de esquizofrenia,
atendidos em um centro deatenção psicossocial.


















Juiz de Fora
2012

SUMÁRIO


1- INTRODUÇÃO/JUSTIFICATIVA
2- OBJETIVOS
3- MÉTODO
3.1- PARTICIPANTES
3.2- INSTRUMENTOS
3.3- PROCEDIMENTOS
4- RESULTADOS ESPERADOS
5- CRONOGRAMA
6- REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
1 – INTRODUÇÃO/JUSTIFICATIVA
Um estudo abrangente sobre transtornos mentais revela menções de alguns sintomas que são hojeassociados à esquizofrenia, em hindu e textos gregos antigos, período antes de Cristo.
A partir do século XIX, no entanto, começam a surgir descrições mais elaboradas sobre a esquizofrenia, como a conhecemos hoje. A esquizofrenia é uma doença grave e persistente que provoca comportamentos psicóticos e dificuldades diferentes em termos de relações interpessoais, processamento de informações eresolução de problemas, entre outros.(MENEZES,PR-2000) Podemos afirmar assim que a esquizofrenia é um transtorno psicótico, como a psicose é definida de acordo com a percepção do paciente da realidade e do comportamento decorrentes dessa percepção. O transtorno psicótico em análise começa, em geral, entre a adolescência eo início da vida adulta (geralmente entre 13 e 28 anos de idade), prejudicandoconsideravelmente a participação dos pacientes regularares em atividades sociais, que são essenciais para as suas vidas; estudar, manter relações de amor e interagindo em grupos de amigos, entre outros.
Uma das principais evidências da esquizofrenia é o prejudicado ajustamento social, que pode ser observado em vários pacientes que vivem na sociedade, com deficiências graves e sinais de baixosníveis de funcionamento social. Alguns pacientes exibem dificuldades de adaptação social, expressas por diferentes comportamentos sociais. Uma descrição de experiências práticas durante este estudo revela que muitos pacientes hospitalizados por um longo tempo estão, agora, sendo tratados em serviços comunitários, após a implementação da Lei antimanicomial, Nº 10.216 de 6 de Abril de 2001, queestinguiu os chamados manicômios, serviços estes prestados por vários seguimentos da comunidade entre eles: igrejas, instituições filantrópicas, organizações liberais e etc. Tratamentos mais humanitários voltados inteiramente para o cuidado com o paciente. Outra constatação é relacionada a pacientes com evolução desfavorável, devido à sua menor propensão para abordagens psicossociais, estasabrangem um conjunto de ações capazes de oferecer aos pacientes com uma melhor integração social e profissional e, consequentemente, melhor qualidade de vida, tendo em vista os limites que a doença impõe(MINAYO,MCS-2002).
No CAPS, a vida social do paciente e suas relações sociais eram focalizados, bem como a capacidade de incluir pacientes com esquizofrenia em eventos sociais, e sua capacidade deinteração em grupos (amigos, religião, entre outros), o que, notóriamente, é um dos os objetivos de tratamento centrado em abordagens psicossociais, que compreende os trabalhos realizados de maneira simultânea na psicologia social e psicologia clínica. O quadro acima revela que a esquizofrenia é considerada uma doença mental grave, não só por causa de suas características de sintomas, mas também porcausa da realidade que impõe sobre os pacientes, tornando-os frágeis, fisicamente, para as circunstâncias em seu ambiente, o que pode comprometer a sua autonomia, direta ou indiretamente afetando várias esferas de suas vidas. Uma revisão bibliográfica sobre o tema da pesquisa revela um número restrito de estudos sobre a vida desses indivíduos. Um estudo, aprofundado, sobre; Saúde Mental e...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • O que é esquizofrenia?
  • Esquizofrenia
  • esquizofrenia
  • ESQUIZOFRENIA
  • Esquizofrenia
  • Esquizofrenia
  • Esquizofrenia
  • Esquizofrenia

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!