Esaú e Jacó - Análise

Páginas: 10 (2305 palavras) Publicado: 9 de abril de 2014

INTRODUÇÃO

Apresentaremos neste trabalho uma análise da obra de Machado de Assis, “Esaú e Jacó”. Neste livro, publicado em 1904, o autor examina as transformações sociais que ocorreram no Brasil, em especial com a proclamação da República. Começaremos por uma rápida abordagem sobre o autor e o resumo geral da obra. Logo depois passaremos para a análise do enredo e suas partes componentes,personagens, tempo, espaço e narrador. Logo no fim será mostrada a classificação da obra como romance. A finalidade deste trabalho é proporcionar uma noção objetiva da obra analisada sem nos aprofundarmos muito em seus pormenores.
























1 AUTORIA

Nascido no Rio de Janeiro, no dia 21 de Junho de 1839, Joaquim Maria Machado de Assis foi um escritorbrasileiro amplamente considerado como o maior nome da literatura nacional. Na década de 1870, ficou conhecido por publicar romances como “Ressurreição” e “A Mão e a Luva”, que fazem parte da literatura romântica. Porém foi na década de 1880 que sua obra sofreu uma revolução em termos de estilo e conteúdo. Os romances “Memórias Póstumas de Brás Cubas”, “Dom Casmurro” e “Quincas Borba” inauguraram oRealismo na literatura Brasileira, revelando o pleno potencial do autor, com um estilo irônico, espírito critico e uma profunda reflexão sobre a sociedade brasileira. Machado de Assis morreu em 29 de Setembro de 1908 com 69 anos de idade, porém sua memória permanece imortalizada em suas obras.


2 RESUMO DA OBRA

A narrativa de Esaú e Jacó conta a história dos irmãos Pedro e Paulo que, apesar deserem gêmeos, tem personalidades totalmente diferentes. O título da narrativa faz uma referência ao texto bíblico que relata a história dos irmãos Esaú e Jacó que eram diferentes em tudo.
A rivalidade começo desde o ventre. A mãe dos rapazes, Natividade, não teve uma gravidez sossegada. Após dar a luz, foi com sua irmã, Perpétua, consultar uma adivinha que tinha fama de prever o futuro. Ela lhesdisse que os meninos seriam grandes homens e que o fato de terem brigado mesmo antes de nascer não era algo para se preocupar. Natividade ficou tão feliz com a revelação que até deu uma nota novinha em folha de dois mil réis de esmola para um mendigo.
Apesar de Natividade estar muito feliz, seu marido, Agostinho, se preocupou com o fato de terem brigado antes de nascer. Foi então que decidiuconsultar seu amigo Plácido, que era espírita. Depois de uma longa conversa Agostinho ficou tranqüilizado, pois parecia que o próprio destino os fizera assim. Quase acreditou que eles tinham o espírito de S. Pedro e S. Paulo dentro de cada um.
Conforme os gêmeos iam crescendo suas diferenças iam se acentuando. Desde muito jovens, no período da adolescência, já tinham interesses políticos contrários.Pedro era a favor do Império e Paulo era republicano. Certa vez, cada um comprou um retrato adequado às suas opiniões. Pedro escolheu Luis XVI (rei francês) e Paulo ficou com Robespierre (advogado que viveu durante a Revolução Francesa). Como um implicava e ridicularizava o retrato do outro, acabaram brigando com socos, até que sua mãe os apartou.
Alguns anos mais tarde os irmãos conheceramFlora, filha do político Batista, que despertou nos dois um amor que os fizeram ainda mais inimigos. Como já estavam na idade de se preparar para o futuro, cada um foi estudar o que lhe agradava. Paulo foi estudar Direito em São Paulo e Pedro ficou no Rio estudando Medicina, o que lhe dava a vantagem de ficar perto de Flora. Entre as visitas constantes de Pedro e esporádicas de Paulo, as investidasdos dois, os bailes e festas, Flora não conseguiu se decidir com qual dos dois ficava. Ora queria Pedro, ora Paulo. Se estava feliz conversando com um, logo sentia a falta do outro, e assim foi.
Ao saber que seu pai havia ganhado o cargo de presidente de uma província no norte, Flora se sentiu muito triste pois não queria ir para longe Pedro e Paulo. Porém esta preocupação não demorou muito. Com...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Esaú e Jacó
  • Esaú e Jacó
  • Esau e jaco
  • Esaú e Jacó
  • Esau e jaco
  • Resumo do livro esau e jaco
  • Resumo Livro Esaú e Jacó
  • RESUMO

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!