Erosão do serviço social

Páginas: 5 (1193 palavras) Publicado: 10 de março de 2013
RESENHA CRÍTICA DO LIVRO “SERVIÇO SOCIAL EM TEMPO DE CAPITAL FETICHE” CAPÍTULO I SUBTÍTULO 2.2 E 2.3
De acordo com a análise destes dois subcapítulo de “Serviço Social em Tempo de Capital Fetiche” de Marilda Iamamoto, nota-se que ela se baseia na teoria científica de Karl Marx, não deixando de ressaltar diversos outros economistas, que tanto analisaram seus estudos como se basearam e discordaramde Marx em alguns pontos. A teoria de Marx é base não só para os estudantes de Serviço Social o que neste livro é destacado visando o maior entendimento dos estudantes e também profissionais da área, mas também para diversos outros cursos, pois é não só uma análise do Capitalismo, mas também uma verdadeira crítica a este modo de produção que é baseado na exploração da força de trabalho da classeproletária que têm expropriado de si os meios de produção, explorados especificamente pela mais-valia, alienando-os.
Analisando criticamente dois subcapítulos deste livro, nos abriremos a um debate mais profundo não só com nos mesmos, mas também com nossos companheiros de classe sobre este tema tão intrinsicamente ligado ao trabalho do Assistente Social.
Iamamoto mostra que o Capitalismo agede acordo com seus interesses e subordina também a propriedade fundiária ao capital, transformando-o em propriedade capitalista, adquirindo aí sua forma puramente econômica, na renda fundiária capitalista. Que propriamente dizendo é a apropriação do trabalho excedente do trabalhador rural pelo proprietário rural que possui um título de propriedade da terra lhe dando legitimidade, só que oproprietário não tendo o capital necessário para tornar produtiva sua terra, abri portas ao empresário capitalista, e agora além de ser dono da terra gera para si a renda fundiária.
Quem primeiro se apropria da mais-valia é o capitalista, e a renda é calculada em cima da mais-valia sob forma de renda que seria uma parte do valor da própria mais-valia, o proprietário então ganha uma renda que se originade um bem natural não-produtível, submetendo a exploração capitalista, não podendo interferir na produção, assim o título jurídico da terra assegura a capitalização da renda aos proprietários. Esta capitalização é o que de acordo com Iamamoto esconde seu real caráter, pois esta não é calculada na compra da terra e sim na renda que gera e que é totalmente diferente de juros.
Assim quando umdinheiro é investido em compra de terra não é capital e sim compra de renda capitalizada. Neste momento revela-se a face escondida do capitalista por baixo do proprietário rural, que é comum aqui mesmo no Brasil e que sabemos que é a principal causa da má distribuição de terras já que poucos detêm este monopólio e são além de proprietários também capitalista fundindo-os, o que na visão de Iamamoto nãomuda as formas distintas de riquezas criadas e que a terra é a única que produz para si um valor diferente. O resultado é que a renda capitalista de terra é diferente de todas precedentes e que deriva do mau desenvolvimento da mercantilização da vida social.
O juro como já falamos anteriormente não deve ser confundido com renda fundiária, pois é neste momento que a relação do capital alienadotoma seu real caráter “no capital que rende juros”, ou seja, dinheiro que gera dinheiro, criando valor independente através dele mesmo e consigo uma relação, desenvolvendo-se à margem do sistema produtivo, eliminando ai visão antagonista, que obscurece sua origem se consumando a relação social coisifica, aparece em sua forma crua sua forma sem conteúdo denominada de capital fetiche, poisapropriação de uma parte do lucro chamado de juros volta para si separada do processo produtivo.
É relevante nos lembrarmos de que o juro é mais antigo que o lucro uma vez que a usura é a mais antiga forma de capital, no sentido pré-capitalista, o juro é calculado pelo lucro sendo a usura vista como falta de crédito, no sentido capitalista é exatamente o contrário o lucro é calculado pelo juro e...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • TRAÇOS DO PROCESSO DE RENOVAÇÃO E EROSÃO DO SERVIÇO SOCIAL
  • A erosão do serviço social tradicional na america latina
  • Resenha do 2 capitulo erosao do serviço social tradicional no livro ditadura militar e serviços social no brasil...
  • O serviço social na era dos serviços.
  • Resenha o serviço social na era dos serviços
  • Serviço social
  • Servico social
  • Serviço social

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!