Epidemia

5378 palavras 22 páginas
Débora Gusmão MeloI, Ana Cecília de Oliveira LessaI, José Luís Teixeira FilhoI, Geiza César NhoncanseI, Eric DrizlionoksI, Caroline KleinI, Calógeras Antônio de Albergaria BarbosaII

IUniversidade Federal de São Carlos. Departamento de Medicina. São Carlos, SP, Brasil
IISecretaria Municipal de Saúde. Departamento de Atenção Especializada. São Carlos, SP, Brasil

RESUMO

Doenças genéticas afetam entre 3% a 7% da população mundial. Além disso, doenças genéticas e anomalias congênitas representam a segunda causa de mortalidade infantil no Brasil. Reconhecendo isto, em junho de 2006, foi reativado o Ambulatório de Genética Médica no município de São Carlos, SP, por meio de parceria entre a Secretaria Municipal de Saúde e a Universidade Federal de São Carlos, como um serviço de integração docente-assistencial. O Ambulatório está inserido no SUS e atende a população do município e microrregião, o que totaliza aproximadamente 240.000 pessoas. O objetivo deste estudo foi conhecer o perfil clínico-epidemiológico dos pacientes atendidos, no período entre junho de 2006 e dezembro de 2009. Trata-se de estudo transversal, realizado por meio de revisão padronizada dos prontuários dos pacientes. Foram atendidos 317 pacientes, 172 (54,26%) dos quais do sexo feminino e 12 (3,79%) aparentados. A idade variou de 14 dias de vida a 73 anos (média de 11 anos e 7 meses, desvio padrão de ± 19 anos e 5 meses). Deficiência mental e baixa estatura foram os motivos mais frequentes para encaminhamento. Cento e vinte um pacientes (38,17%) receberam diagnóstico de doenças genéticas ou anomalias congênitas. Com relação à resolutibilidade, 104 pacientes (32,81%) receberam alta, 161 (50,79%) continuaram em seguimento clínico e 52 (16,40%) foram encaminhados para serviços de genética de maior complexidade. Os resultados endossam a necessidade de consolidação de uma rede de cuidado integral, inserida no SUS, que atenda os pacientes com doenças genéticas e anomalias congênitas em todos os

Relacionados

  • Epidemia
    1001 palavras | 5 páginas
  • epidemia
    386 palavras | 2 páginas
  • Epidemias
    1296 palavras | 6 páginas
  • epidemia
    865 palavras | 4 páginas
  • Epidemias
    437 palavras | 2 páginas
  • epidemia
    3723 palavras | 15 páginas
  • epidemias
    4662 palavras | 19 páginas
  • epidemias
    256 palavras | 2 páginas
  • epidemia
    622 palavras | 3 páginas
  • Epidemia
    674 palavras | 3 páginas