Epicondilite Medial - Abordagem Fisioterapêutica

Páginas: 5 (1200 palavras) Publicado: 15 de agosto de 2014

 Epicondilite Medial - Abordagem Fisioterapêutica:




• Epicondilite Medial (Cotovelo de Golfista)



O que é a epicondilite medial?
A articulação do cotovelo é formada pelo osso do braço (úmero) e os ossos do antebraço (ulna e rádio).  Na extremidade inferior do úmero existem duas protuberâncias ósseas, chamadas de epicôndilos.  A saliência mais próxima do tronco chama-seepicôndilo medial.  Os tendões dos músculos responsáveis pela flexão do punho ligam-se ao epicôndilo medial.

A epicondilite medial é a inflamação desta protuberância óssea lateral e também pode ser conhecida como tendinite nos flexores do punho.



Como ocorre?
Ocorre pelo uso excessivo do músculo responsável por dobrar os dedos e o punho. Quando esses músculos são excessivamente usados, os tendõessão repetidamente puxados no seu ponto de inserção (o epicôndilo medial). Como resultado, os tendões se inflamam, e pequenas e repetidas rupturas no tecido do tendão causam dor.

Isso normalmente acontece em esportes, como: golfe, esportes de arremesso, e esportes com raquete. Também pode ocorrer ao realizar atividades do dia-a-dia, como carpintaria e digitação.
Quais são os sintomas?

Dorno lado interno do cotovelo (a parte próxima ao corpo), que pode irradiar ao longo da parte interna do antebraço, ao dobrar o punho. Também pode haver dor ao fechar a mão com os dedos para dentro.


Como é diagnosticada?

O médico examinará o cotovelo à procura de susceptibilidade a dor no epicôndilo medial.


Como é tratada?

Aplicar compressas de gelo sobre o cotovelo por 8 minutos,seguidos de 3 minutos de descanso; este ciclo deve se repetir até totalizar 30 minutos, por 3 ou 4 dias ou até que a dor desapareça.


Se o cotovelo estiver edemaciado, é importante elevá-lo; quando estiver deitado, colocar um travesseiro sob ele e ao sentar, usar o encosto da cadeira para apóia-lo.

O uso de uma faixa elástica pode auxiliar a reduzir o edema.

Durante a recuperação dalesão, o esporte ou a atividade usualmente praticados devem ser mudados para que não haja piora da condição.  Por exemplo, trocar o jogo de golfe por uma caminhada e escrever usando uma caneta ao invés de digitar.

O médico poderá prescrever uma tira, ou outros produtos, para ser usada logo abaixo da região dolorida do cotovelo. Isso permitirá que os músculos do antebraço façam pressão contra atira, ao invés de fazer pressão contra o epicôndilo dolorido. Ele também poderá prescrever antiinflamatórios.

Aplicação de injeção de cortisona na região do epicôndilo medial para reduzir a
inflamação, também pode ser utilizada. O paciente receberá orientações para realizar exercícios para o cotovelo. Em casos graves pode ser necessário realizar uma cirurgia.

 
Quando retornar ao esporte ouà atividade?
O objetivo da reabilitação é que o retorno ao esporte ou à atividade aconteça o mais rápido
e seguramente possível. Se o retorno for precoce, existe a possibilidade de piora da lesão, que pode levar a um dano permanente. 

Como cada indivíduo é diferente do outro, a velocidade de recuperação também é. Por isso, o retorno ao esporte será determinado pela recuperação do cotovelo,não existindo um protocolo ou um tempo exato para isto acontecer.

Geralmente, quanto mais rápido o médico for consultado após a lesão, mais rápida será a recuperação.

O retorno à atividade ou ao esporte acontecerá quando for possível:

• Empunhar a raquete de tênis, taco de basebol ou taco de golfe, usando força.

• Trabalhar no teclado do computador, sem sentir dor no cotovelo.

•Em esportes, tais como, ginástica, é importante conseguir suportar o peso do corpo com o cotovelo lesionado, sem sentir dor.

E quando:

• Não houver edema no cotovelo lesionado.

• A força estiver recuperada, comparado ao cotovelo não lesionado.

Ter total alcance de movimento do cotovelo.




Como preveni-la?

Uma vez que a epicondilite medial ocorre pelo uso excessivo dos...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Epicondilite Medial
  • Epicondilite Lateral e Medial
  • Abordagem fisioterapeutica
  • Abordagem fisioterapeutica no parkinson
  • Lombalgia gestacional e abordagem fisioterapêutica
  • Abordagem fisioterapeutica no derrame pleural
  • Abordagem fisioterapeutica na doença de Parkinson
  • Abordagem fisioterapêutica na ataxia cerebelar

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!