Ensino. leitura. propostas da língua portuguesa

Páginas: 7 (1553 palavras) Publicado: 18 de março de 2013
A EJA
Concepção. Ensino. Leitura. Propostas da língua portuguesa

Problematização:
O educador deve indagar-se: Quem são os alunos da Educação de Jovens e Adultos? Para que serve o ensino de língua portuguesa? Diante disso, considera-se que, em resposta a primeira indagação, se perceba que, a modalidade é composta por um alunado misto, cujo perfil distingue-se em relação à idade, expectativase comportamento. Trata-se de um jovem ou de um adulto que historicamente sofreu a exclusão, seja ela pela possibilidade de acesso à escolarização, ou pela isenção da educação regular ou mesmo por ter que trabalhar. Em relação à segunda indagação, o ensino de Língua Portuguesa serve para que cada jovem ou adulto consiga ler diferentes gêneros textuais presentes em variadas práticas sociais.Delimitação do tema: Retomando nossa discussão inicial referente às concepções de língua(gem) para o ensino de leitura na EJA, temos do ponto de vista linguístico três tendências teóricas que contribuem para a postura teórica de educação, sob o enfoque de Travaglia (2001), Ilari (1992) e Geraldi (1997): expressão do pensamento, instrumento de comunicação e interação.

Segundo Geraldi (1997), alíngua é vista como expressão do pensamento quando concebemos que, “pessoas que não conseguem se expressar não pensam”, logo, se eu falo pressupõe que eu penso e quando eu não falo logo não penso. Nessa concepção, a língua é entendida como homogênea (comum a todos os falantes) e única, “a palavra língua assume o sentido técnico de ‘conjunto de sequências de expressões que um falante ideal aceitariacomo bem formadas” (Ilari, 1992). Isto retoma ao ensino da gramática normativa, por conseguinte mistura o ensino de língua ao ensino de gramática normativa. Este fator é concomitante com a desvalorização da cultura do aluno, sendo assim o comportamento do aluno de EJA depende em grande parte da cultura, já que esse público é heterogêneo, esta concepção deixa de ser viável no ensino de leitura.Travaglia (2001) critica a ideia de que, o sujeito que não sabe falar não consegue escrever; tem gente que pensa, mas não vai além porque não foi estimulado a produzir sentidos. Outra reflexão do autor é a que toma a língua como instrumento de comunicação:

Nessa concepção a língua é vista como um código, ou seja, como um conjunto de signos que se combinam segundo regras, e que é capaz detransmitir uma mensagem, informações de um emissor a um receptor. Esse código deve, portanto, ser dominado pelos falantes para que a comunicação possa ser efetivada. Como o uso do código que é a língua é um ato social, envolvendo consequentemente pelo menos duas pessoas, é necessário que o código seja utilizado de maneira semelhante, preestabelecida, convencionada para que a comunicação se efetive(TRAVAGLIA, 2001, p.22 - grifos nossos).

Percebemos no enunciado citado que a concepção de linguagem como instrumento de comunicação ocorre sem a relação direta entre os interlocutores que se comunicam. Neste sentido, a linguagem é vista como única, ou seja, não se admite a variação linguística, por outro lado, desconsidera o outro com quem se dialoga, o importante é informar.

Entendemos que, ocontexto comunicativo na EJA é um elemento imprescindível no processo de ensino aprendizagem, justamente por se tratar de adulto, porque ele vive em um mundo letrado, enquanto na criança seus interesses pelos objetos do mundo são materna lizados ou paterna lizados o adulto já vive nessa prática letrada, por exemplo, consegue pegar um ônibus sem ser alfabetizado. Vejamos:
Isso fez com que aLinguística não considerasse os interlocutores e a situação de uso como determinantes das unidades e regras que constituem a língua, isto é, afastou o individuo falante do processo de produção, do que é social e histórico na língua. Essa é uma visão monológica e imanente da língua, que a estuda segundo uma perspectiva formalista – que limita esse estudo ao funcionamento interno da língua – e que a...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Propostas para um ensino prazeroso de língua Portuguesa
  • Leitura e uso da mídia no ensino da língua portuguesa
  • A IMPORTANCIA DA LEITURA NO ENSINO APRENDIZADO DE LINGUA PORTUGUESA DO 5ºANO DO ENSINO FUNDAMENTAL
  • Proposta de Língua Portuguesa
  • PROPOSTA CURRICULAR DE LINGUA PORTUGUESA
  • Ficha de leitura-lingua portuguesa
  • Metodologia de ensino da língua`portuguesa
  • ATPS do Ensino de Lingua Portuguesa

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!