Ensaio filosófico sobre a eutanásia

Páginas: 10 (2476 palavras) Publicado: 6 de maio de 2014
Neste ensaio filosófico irei abordar um tema que tem, cada vez mais, suscitado polémica entre a população, devido a todas as dimensões que este desafia, tais como a ética e a religião. A eutanásia será o tema que irei tratar, numa tentativa de responder ao seguinte problema: Deverá a eutanásia ser legalizada?

A eutanásia consiste em, intencionalmente, matar ou deixar morrer alguém que seencontra em fase terminal ou sofre de uma doença incurável estando assim sujeita a um constante sofrimento.

Existem diferentes tipos de eutanásia: Involuntária, quando a eutanásia é aplicada contra a vontade da pessoa; Não voluntária, quando o sujeito em questão não se encontra capaz de tomar decisão alguma, como, por exemplo, quando a pessoa está num estado “vegetativo”, sobrevivendo apenas com osuporte de máquinas, tendo assim que, ou o médico ou um familiar decidir se a eutanásia será ou não aplicada à pessoa em questão; E, por fim, voluntária, podendo esta ser ativa ou passiva, distinguindo-se a passiva da ativa pelo facto de, na ativa, a ação feita por um outro individuo ter como consequência direta a morte do doente, enquanto que, na passiva a morte não é directamente causada poração alguma, mas sim devido a uma omissão, como, por exemplo, o médico deixar de administrar os medicamentos e/ou tratamentos necessários à sobrevivência do paciente.

Quanto às diferentes variantes da eutanásia, considero que apenas a eutanásia voluntária e não voluntária devem ser legalizadas, pois nada nos dá o direito de tirar a vida a alguém quando este tem ainda vontade de viver.

Antes depassar à apresentação da minha tese e dos argumentos que a sustentam, é necessário clarificar a importância do problema. A questão da legalização da eutanásia é algo que tem vindo a ocupar o pensamento das pessoas de forma cada vez mais frequente, e, consequentemente, pessoas que outrora viam a prática da eutanásia como algo impensável começam agora a levantar questões quanto a este método e amostrar um certo interesse em perceber e ouvir “o outro lado da história”. Assim, é então necessário que nos debrucemos sobre o tema e que seja feita a sua análise, visto que seria absurdo se as questões feitas pela população fossem ignoradas, sendo também fundamental tomar uma posição altruísta quanto à situação, pois, infelizmente, a eutanásia é, para muitas pessoas, o único caminho capaz de lhestrazer paz.

Deste modo, após feita uma análise minuciosa de todos os pontos que criticam e favorecem a eutanásia, decidi que tomarei uma posição positiva, concordando com a aplicação desse método. No entanto, penso que, quando o paciente ou alguém opta pela eutanásia deve pensar cuidadosamente, verificando se a morte do doente será, de facto, a única maneira de substituir toda a dor deste por paz.Antes da apresentação de todas os argumentos, a favor e contra, da minha tese e das refutações dos argumentos contra, irei então fazer referência a três teses: Peter Singer, Immanuel Kant e Stuart Mill.

Peter Singer, filósofo australiano, é também a favor da eutanásia voluntária e não voluntária. Peter, diz que, e cito, “Embora existam razões para pensar que matar um ser consciente de sigeralmente é pior do que matar outro tipo de ser, a maior parte dessas razões é favorável, e não adversa, à eutanásia, especialmente no caso da eutanásia voluntária.”. E, quanto à questão da religião, Peter diz que “quando abandonamos essas doutrinas sobre o caráter sagrado da vida humana, que caem por terra assim que são questionados, o que se torna horrível, em alguns casos, é a recusa em admitirque é preciso matar”.

Stuart Mill, fundador do utilitarismo, a aplicação da eutanásia é aceitável, pois a máxima felicidade é dada ao maior número possível de pessoas, visto que, tanto para o doente como para a sua família e amigos, a dor psicológica e emoções a que estão sujeitos são também muito complicadas e de uma delicadeza extrema, sendo um processo muito doloroso para todas as...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Ensaio Filosófico sobre o Livre-Arbítrio
  • Ensaio Filosófico sobre livre arbitrio
  • Ensaio filosofico
  • Ensaio filosofico
  • Ensaio filosófico
  • Ensaio Filosófico
  • Ensaio Filosófico
  • Ensaio filosofico

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!