Ensaio: avaliação e políticas públicas em educação

Páginas: 20 (4980 palavras) Publicado: 31 de maio de 2011
Ensaio: aval.pol.públ.Educ. v.15 n.54 Rio de Janeiro jan./mar. 2007
doi: 10.1590/S0104-40362007000100002
Gestão do conflito escolar: da classificação dos conflitos aos modelos de mediação

Álvaro Chrispino

RESUMO
O presente trabalho se inicia apresentando um recente estudo realizado por um instituto de pesquisa onde fica patente a importância que o jovem atribui à educação, àescola e ao professor, ao mesmo tempo em que apresenta sua preocupação com a violência. Com este motivador, discute os conceitos de conflito e de conflito escolar, apresenta inúmeras maneiras de classificar os conflitos e os conflitos escolares a fim de contribuir com o entendimento do problema, indica a mediação de conflito como alternativa potente e viável para a diminuição da violência escolar e, aofinal, enumera questões que devem ser consideradas quando a escola se propõe a implantar um programa de mediação escolar do conflito.
Palavras-chave: Políticas educacionais. Violência escolar. Conflito escolar. Mediação do conflito escolar.


Introdução
A seqüência de episódios violentos envolvendo o espaço escolar não deixa dúvida quanto à necessidade de se trazer este tema à grande arenade debates da educação brasileira. Os acontecimentos que se repetem nos diversos pontos do país, e que nos privaremos de citar por ser absolutamente desnecessário para a análise, expõem uma dificuldade brasileira pela qual já passaram outros países, o que seria, por si só, um convite para a reflexão de educadores e de gestores políticos, visto que o movimento mundial em educação indica semelhançade acontecimentos mesmo que em momentos diferentes da linha de tempo.
Já dissemos alhures (CHRISPINO; CHRISPINO, 2002) que os problemas novos da violência escolar no Brasil são um problema antigo em outros países como Estados Unidos, França, Reino Unido, Espanha, Argentina e Chile, dentre outros, onde já se percebe um conjunto de políticas públicas mais ou menos eficientes dirigidas aosdiversos atores que compõem este complexo sistema que é o fenômeno violência escolar. Estes países possuem já alguma tradição em programa de redução da violência escolar como apontam Debarbieux e Blaya (2002) e, no Brasil, é possível enumerar alguns estudos pontuais até aproximadamente 2000, quando passamos a contar com um número maior de estudos e pesquisas sobre os diversos ângulos da violência escolarcomo, por exemplo, Abramovay e Rua (2002), Ortega e Del Rey (2002), Chrispino e Chrispino (2002), dentre outros.
Os diversos estudos publicados em língua portuguesa disseminaram idéias, aclararam os problemas e listaram alternativas já testadas em sociedades distintas, permitindo que a comunidade educacional brasileira reunisse informações para enfrentar um problema importante, no esforço detirar a "diferença" causada por alguns anos de atraso na percepção do problema e na busca de soluções próprias. No rastro dessas iniciativas, a produção acadêmica brasileira já começa a demonstrar bons resultados no tema, apesar de serem encontrados apenas 7 grupos de pesquisa no Diretório LATTES, quando consultado utilizando as palavras chave "violência escolar" e "violência na escola", o queindica que a produção deve estar vinculada a grupos com linhas de pesquisa e temas de pesquisa outros que absorvem os assuntos correlacionados com o universo da violência escolar.
Experiências importantes vêm sendo realizadas como a do programa de Mestrado da Universidade Católica de Brasília/Observatório da Violência que já produz uma série de pesquisas focada na violência escolar, mascorrelacionando-a com a visão docente (OLIVEIRA, M. G. P., 2003; OLIVEIRA, R. B. L., 2004), com a comunidade (SILVA, 2004), com o rendimento escolar (VALE, 2004), com a gestão escolar (CARREIRA, 2005), com a visão discente (RIBEIRO, 2004; FERNANDES, 2006), dentre outras.
Tudo leva a crer que o tema tenha ocupado um lugar de destaque na sociedade e academia brasileiras, o que pode resultar na transferência...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • A política da avaliação de políticas públicas
  • Avaliação de políticas públicas
  • Avaliação das Políticas Públicas
  • Avaliação das políticas públicas de segurança
  • Avaliação de políticas públicas
  • Das políticas públicas às práticas cotidianas da avaliação da aprendizagem na educação de jovens e adultos
  • Educação e políticas públicas
  • Políticas públicas na educação

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!