Engenheiro de controle e automação

Páginas: 7 (1748 palavras) Publicado: 21 de maio de 2013
ENGENHARIA DE PROJETOS INDUSTRIAIS Disciplina: Óleo e Gás
Prof. Dr. Rogério Melo

Processos Industriais

PETRÓLEO E GÁS – DOWNSTREAM
(Refino do Petróleo\Processamento do Gás Natural)

1.0. REFINO DO PETRÓLEO E PROCESSAMENTO DO GÁS-DOWNSTREAM DOWNSTREAM do Petróleo engloba um amplo escopo de atividades que vão desde Fornecimento, Refino de Petróleo Bruto, Processamento do Gás,Distribuição do Produto Final Processado e sua Comercialização.

Refino
Consiste no Processamento do Hidrocarboneto (Óleo\Gás), Água e Contaminantes obtidos da Rocha Reservatório, obtendo-se vários produtos para fins industriais.

Refino do Petróleo \ Gás Ocorre de Duas Maneiras:
Processamento do Óleo em Refinarias: Uma refinaria, em geral, processa um ou mais tipos de Petróleo, produzindo uma série deprodutos de derivados, como o GLP, Nafta, Querosene, Óleo Diesel e Outros Componentes Fracionados. Unidade de Processamento do Gás Natural (UPGN): Processo de Refino cuja matéria prima é o Gás Úmido ou Gás não Associado.

ETAPAS DO PROCESSO DE ÓLEO - REFINO

Destilação Atmosférica

Óleo Crú

Dessalinização Retirada da Água

Separação
Destilação Vácuo

Craq. Térmico e Catalítico.Conversão Visco-redução, Coqueamento Retardado. Tratamento Hidrotratamento, Merox, Dea

Merox – Processo que possibilita a retirada de Mercaptanas Dea – Utilização de Dietanolamina (Retirada de Produto Sulfurosos)

ETAPAS DO PROCESSO DE REFINO São Basicamente 3 Etapas: SEPARAÇÃO Processos de natureza física, não altera a natureza das moléculas. Ocorre por ação da: Energia (através da ação datemperatura e\ou pressão) Massa (através da ação da solubilidade a solventes) Processos de Separação Destilação Atmosférica Destilação a Vácuo Desaromatízação a Furfural Desparafinação a Metil-isobutil-cetona (MIBC) Extração de Aromáticos Adsorção de n-parafínas

CONVERSÃO Processos de natureza química, envolvendo reações de quebra, reagrupamento e reestruturação molecular. Ocorrem por: - AçãoConjugada de Temperatura e Pressão - Na presença de um Catalisador (Processos catalíticos) Transforma Frações Pesadas em Produtos Mais Leves. - Craqueamento Térmico e Catalítico - Visco-redução - Coqueamento Retardado - Hidrocraqueamento

TRATAMENTO Processos de natureza química que objetivam a melhoria de qualidade de cortes semi-acabados, eliminando ou reduzindo impurezas. Principais Tratamentodo Processo de Refino Hidrotratamento Tratamento Cáustico Tratamento Dea (Dietanolamina) Tratamento Merox (Transformar Compostos de Enxofre)

DESTILAÇÃO Destilação Atmosférica Primeiro processo de refino em qualquer refinaria. Consiste na separação do petróleo em frações mais leves de acordo com diferentes pontos de ebulição de cada fração. • Óleo aquecido a cerca de 300-400oC • Coluna dedestilação vertical • Grande parte da carga se vaporiza (30 a 50 Estágios) • Frações leves são coletadas no topo • Frações pesadas: destilação a vácuo • Ocorrem pelo menos 4 retiradas laterais • Produtos seguem para outras unidades de refino

Coluna de Destilação

Apresentação de Vídeo Funcionamento: Coluna de Destilação

Pontos de Ebulição Verdadeiros – PEV

O Petróleo é separado em seusconstituintes por Destilação, através do procedimento conhecido como Pontos de Ebulição Verdadeiros – PEV (TBP-True Boiling Point), que se constitui no ponto de partida para a determinação do rendimento dos derivados do petróleo. Este procedimento permite a separação do Óleo Cru em Cortes ou Frações de acordo com suas temperaturas de ebulição.
Frações Básicas de Refino e suas Temperaturas de CorteUsuais

Fração

Temperatura de Ebulição (ºC) Até 40

Composição aproximada C1-C2 C3-C4

Usos Gás Combustível Gás Combustível engarrafado, uso doméstico e industrial Combustível de automóveis, solvente. Iluminação, combustível de aviões a jato Diesel, fornos Combustível, matériaprima para lubrificantes Óleos lubrificantes Asfalto, piche, impermeabilizantes

Frações do Petróleo

Gás...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Engenheiro de controle e automação
  • Engenheiro de Controle e Automação
  • CONTEXTO SOCIAL E PROFISSIONAL DO ENGENHEIRO DE CONTROLE E AUTOMAÇÃO
  • CONTEXTO SOCIAL E PROFISSIONAL DO ENGENHEIRO DE CONTROLE E AUTOMAÇÃO
  • Controle e automação
  • Controle e Automação
  • controle automaçao
  • O que e controle é automação

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!