Elementos e regras de conexão no Direito Internacional Privado

Páginas: 7 (1596 palavras) Publicado: 1 de novembro de 2014
Vanessa Mendonça
UNIPAC Araguari
ELEMENTOS E REGRAS DE CONEXÃOEntendemos por elementos de conexão o conjunto de normas estatuídas pelo chamado Direito Internacional Privado, que tem por objetivo indicar o direito a ser aplicado no caso de diversas situações jurídicas ligadas a mais de um ordenamento jurídico.
O primeiro passo é o da caracterização da questão jurídica, a qual pode recairsobre o estado ou capacidade da pessoa; a um fato ou a um ato jurídico; e, ainda, sobre a situação de um bem.
O conflito começaria a ser solucionado, nesse sentido, no momento em que o julgador encaixasse os fatos controversos, revestidos de conexão internacional, alegados, bem como provados, no objeto de conexão da norma adequada ao caso em questão. Feito isso, estando reconhecida a norma, oelemento de conexão, também chamado de regra de conexão, será delimitador do direito a ser aplicado, seja o estrangeiro, seja o jus fori.
Acontece que a questão jurídica, em um primeiro momento, poderá ser caracterizada como sendo versada sobre a capacidade ou estado da pessoa, a situação do bem e, como já evidenciado anteriormente, a um ato ou fato jurídico, demo modo que cada uma dessascaracterísticas é detentora de sede jurídica, a qual necessita ser localizada.
Frente a essas exposições, o doutrinador Jacob Dolinger assinala, com maestria que:
o estado e a capacidade da pessoa se localizam no país de sua nacionalidade ou de seu domicílio, a coisa se localiza no país em que estiver situada e o ato jurídico de natureza obrigacional, no local onde tiver sido constituído ou onde deva sercumprido. (DOLINGER, 2008, p. 297).
Dito isto, uma vez que se localize a sede jurídica, consequentemente será localizado o elemento de conexão, o que acaba por possibilitar a aplicação do direito vigente na localidade, configurando-se a chamada regra de conexão do direito internacional privado, ou seja, em linhas gerais, a conexão seria a união entre a situação concreta e o ordenamento jurídico queirá versar sobre ela.
Três são os aspectos que direcionam o processo de classificação direcionador do elemento de conexão, sendo eles, portanto, o ato jurídico, o sujeito e o objeto.
Antes de prosseguirmos, é importante destacarmos o caput dos artigos 7º, 8º e 9º da Lei de Introdução às Normas do Direito Brasileiro. Sendo assim:
Art. 7º  A lei do país em que domiciliada a pessoa determina asregras sobre o começo e o fim da personalidade, o nome, a capacidade e os direitos de família.
Art. 8º  Para qualificar os bens e regular as relações a eles concernentes, aplicar-se-á a lei do país em que estiverem situados.
Art. 9º  Para qualificar e reger as obrigações, aplicar-se-á a lei do país em que se constituirem.
No que tange à decisão de qual direito deverá ser regido o estatutopessoal, assim como a capacidade do sujeito, encontra-se localizada a sede da relação jurídica em função do titular desta, ou seja, o chamado titular do direito, conforme pudemos observar, de maneira clara, no art. 7º da Lei de Introdução às Normas do Direito Brasileiro.
Voltando-nos para o estatuto real, a sede jurídica será localizada observando-se a situação do objeto, conforme evidenciamos acima naleitura do caput da lei em destaque.
Finalmente, ao confrontarmos a situação atinente à localidade dos atos jurídicos, poderá ser definida sua sede tanto pelo local da execução da obrigação, como pelo local em que esta foi constituída, muito embora, conforme extraímos da leitura do caput do art. 9º da Lei de Introdução às Normas do Direito Brasileiro, seja dito que se deva aplicar a lei do paísonde fora constituída a obrigação.
Esta classificação tríplice, evidenciada anteriormente, originou-se, segundo Jacob Dolinger (2008), das escolas estatutárias, sendo mantida, ainda hoje, pela França, por exemplo, que tem as regras dividas em três categorias, quais sejam o estatuto pessoal, o que é regido pela lei nacional; os atos e fatos jurídicos, submetidos à lei escolhida pelas partes ou...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • elementos de conexão
  • Elementos de conexão no direito internacional privado
  • elementos de conexão do direito internacional privado
  • Direito internacional e elementos de conexão
  • LDLP450 Direito Internacional Privado I Regras
  • Elementos de Conexão dos contratos internacionais
  • Direito Internacional Privado Moderno
  • Direito internacional privado

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!