Efeitos psicológicos de atletas lesionados

Páginas: 11 (2551 palavras) Publicado: 7 de abril de 2013
ARTIGO ORIGINAL

ISSN 1413-3555

Rev Bras Fisioter, São Carlos, v. 14, n. 3, p. 221-8, maio/jun. 2010

©

Revista Brasileira de Fisioterapia

Avaliação eletromiográfi ca e ressonância

magnética do joelho de indivíduos com

síndrome da dor femoropatelar

Electromyographic and magnetic resonance imaging evaluations of individuals

with patellofemoral pain syndrome

AlessandraC. S. Ribeiro

1

, Débora B. Grossi

2

, Bernd Foerster

3

, Cecília Candolo

4

, Vanessa Monteiro-Pedro

1

Resumo

Objetivos: Analisar a atividade elétrica (EMG) dos músculos vasto medial oblíquo (VMO), vasto lateral longo (VLL) e vasto lateral

oblíquo (VLO) de indivíduos com síndrome da dor femoropatelar (SDFP) durante contração isométrica voluntária máxima (CIVM)de extensão da perna com o joelho a 30

0

, a dor por meio da Escala Visual Analógica (EVA) e o posicionamento da patela por meio

da ressonância magnética nuclear por imagem (RMNI). Métodos: Avaliaram-se 12 mulheres com SDFP e 12 clinicamente normais,

que realizaram cinco CIVM de extensão da perna no ângulo de 30

0

para análise da EMG. Avaliou-se o ângulo do sulco (AS), ângulode congruência (AC), ângulo de inclinação patelar (AIP) e deslocamento patelar (DP) pela RMNI. Utilizaram-se testes estatísticos:

ANOVA, análise de variância de medidas repetidas para EMG; o teste Mann-Whitney U para análise da RMNI; o teste de correlação de

Pearson (r) entre EMG e RMNI e análise de variância one-way para avaliação da dor (p≤0,05). Resultados: Verifi cou-se maioratividade

elétrica do músculo VLL em relação ao VMO no grupo com SDFP. Em ambos os grupos, os músculos VMO e VLL apresentaram

maior atividade elétrica que o VLO. Para o grupo SDFP, a RMNI revelou maiores valores do AS e menores do AC, e verifi cou-se uma

correlação negativa entre VMO e AIP. Conclusão: Os dados sugerem que maior atividade elétrica do VLL, juntamente com o aumento

do AS ediminuição do AC, possam ser fatores favorecedores da instabilidade patelar nos indivíduos com SDFP.

Palavras-chave: síndrome da dor patelofemural; eletromiografi a.

Abstract

Objectives: To analyze the electrical activity of the vastus medialis obliquus (VMO), vastus lateralis longus (VLL) and vastus lateralis

obliquus (VLO) muscles of individuals with patellofemoral pain syndrome (PFPS)during maximum voluntary isometric contraction

(MVIC) of lower leg extension with the knee at 30°; to assess pain using a visual analogue scale (VAS); and to assess patellar positioning

using magnetic resonance imaging (MRI). Methods: Twelve women with PFPS and 12 clinically normal women were evaluated. They

performed fi ve MVICs of lower leg extension at 30° for electromyographic (EMG)analysis. Using MRI, the sulcus angle (SA), congruence

angle (CA), patellar tilt angle (PTA) and patellar displacement (PD) were obtained. The following statistical tests were used: analysis

of variance (ANOVA) for repeated measurements to assess EMGs; Mann-Whitney U test to analyze MRIs; Pearson’s (r) correlation test

between EMGs and MRIs; and one-way ANOVA to evaluate pain (p≤0.05).Results: In the PFPS group, there was greater electrical

activity in the VLL than in the VMO. In both groups, there was greater electrical activity in the VMO and VLL than in the VLO. In the

PFPS group, the MRI showed higher SA and lower CA values, and there was a negative correlation between the VMO and the PTA.

Conclusion: The data suggest that, in individuals with PFPS, greater electricalactivity in the VLL combined with an increased SA and a

decreased CA may contribute to patellar instability.

Key words: patellofemoral pain syndrome; electromyography.

Recebido: 18/11/2008 – Revisado: 09/06/2009 – Aceito: 06/08/2009

1

Departamento de Fisioterapia, Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), São Carlos (SP), Brasil

2

Departamento de Biomecânica, Medicina e...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Perfil psicológico de atletas
  • A pliometria aplicada para atletas e seus efeitos
  • Efeitos psicológicos da prática de corrida
  • Efeitos sociológicos e psicológicos do cárcere
  • Efeitos psicológicos da atividade física
  • Efeitos sociológicos e psicológicos do cácere
  • EFEITOS PSICOLOGICOS NA GINASTICA LABORAL
  • Efeitos psicológicos dos teratógenos

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!