Educação sexual: a gravidez na adolescência e sua relação com o desenvolvimento escolar.

Páginas: 10 (2305 palavras) Publicado: 2 de setembro de 2013
Educação sexual: a gravidez na adolescência e sua relação com o desenvolvimento escolar.

Patrícia dos Santos Freitas*

Resumo


O presente trabalho tem por objetivo mostrar à importância de se trabalhar a educação sexual nas escolas, no intuito da prevenção de uma possível gravidez precoce, que em grande parte das vezes acaba por limitar as possibilidades da conclusão dos estudos. Parasua elaboração foi realizada pesquisa bibliográfica em diversas fontes. Através da análise de diversos textos foi possível perceber que a maioria dos casos acontece nas classes menos privilegiadas economicamente, com menor grau de instrução em relação aos métodos contraceptivos. A finalidade é apontar um caminho para que educadores, professores e pais trabalhem de forma conjunta a educação sexual.Palavras-chave: Gravidez precoce. Adolescência. Métodos contraceptivos. Educação. Desempenho escolar.






1- Introdução
Atualmente um dos muitos problemas enfrentados pelos adolescentes na descoberta da sexualidade é a gravidez precoce. Sem a correta instrução muitos jovens acabam por colocar em suas vidas um ser humano que precisa de muitos cuidados, implicando na incapacidadepsíquica do criar e nas complicações do gerar.
Compreende-se como adolescência a idade que vai de 12 a 18 anos, as crianças entram na escola obrigatoriamente aos seis anos de idade é necessário deixar claro que aos 12 anos esse adolescente não está formado social, psico, emotivo e fisiologicamente, apesar de já ter ocorrido à menarca a menina ainda não está preparada. Uma gravidez nessa fase podeacarretar problemas de ordem fisiológica como diabetes, eclampsia, depressão pós-parto, aborto espontâneo, parto prematuro, entre outros. Sabe-se que estes também podem ocorrer em mulheres de mais idade, porém em adolescentes principalmente abaixo dos dezesseis anos, eles são mais freqüentes. (IBGE, 2010).
O papel da escola não deveria ser o de ensinar apenas os conteúdos básicos para formaçãoacadêmica, mas o de educar para a vida, contando sempre com o apoio da família. Segundo Louro, 2002:

“Uma noção singular de gênero e sexualidade vem sustentando currículos e práticas de nossas escolas. Mesmo que se admita
que existam muitas formas de viver os gêneros e a sexualidade,
é consenso que a instituição escolar tem obrigação de nortear
suas ações por um padrão: haveria apenas um modoadequado,
legítimo, normal de masculinidade e de feminilidade e uma única
forma sadia e normal de sexualidade, a heterossexualidade;
afastar-se desse padrão significa buscar o desvio, sair do centro, tornar-se excêntrico.”

O objetivo desse artigo não é de forma alguma sanar o problema, mas ao menos analisar o porquê de haver tantos casos nas escolas públicas. Faz-se necessário destacar queos casos não acontecem apenas na rede pública, mas as particulares têm formas de desviar a atenção do problema e também as conseqüências não serão tão evidentes quando comparadas.
A metodologia utilizada para a elaboração do presente trabalho baseou-se em livros, revistas, dissertações, artigos científicos e internet.

2- REFERENCIAL TEÓRICO
No Brasil e talvez no mundo existam diversas formasde se vivenciar a juventude, alguns têm atos de extrema rebeldia, outros têm uma vida social muito ativa com muitas festas e bebidas e os mais descuidados vivenciam a sexualidade de forma abusiva, sem controle sem responsabilidade. É daí que surgem o grande número de Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST’s) e os vários casos de gravidez precoce. Nas últimas décadas, a ocorrência de casos temaumentado significativamente ao mesmo tempo tem diminuído a idade das adolescentes que ficam grávidas (IBGE, 2010). É preciso lembrar que o que hoje é precoce, cerca de quinze anos atrás não era.
Com a enorme repercussão da Síndrome da Imuno Deficiência Adquirida (AIDS), na década de 1980, surgiu à necessidade de prevenção, adotada ainda hoje por muitas escolas, transformando espaços de educação...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Gravidêz na adolescência e evasão escolar
  • GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIA E O IMPACTO NO DESENVOLVIMENTO INFANTIL
  • Educação Sexual Escolar
  • EDUCAÇÃO SEXUAL; RELAÇÃO ESCOLA/FAMÍLIA.
  • UMA ANÁLISE DO COMPORTAMENTO SOCIAL EM RELAÇÃO À GRAVIDEZ NA ADOLESCENCIA
  • A educação escolar mudou muito em relação ao passado
  • Importância da didática em relação a educação escolar
  • Gravidez na adolescência Prevenção da gravidez na adolescência

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!