Educação postural: Um desafio para a escola

Páginas: 7 (1504 palavras) Publicado: 20 de março de 2014
Educação postural: Um desafio para a escola
O problema de pesquisa: como o termo corpo é apresentado e tratado na Educação Brasileira entre 2000 e 2012, emerge da experiência da autora como fisioterapeuta atendendo escolares com alterações posturais em coluna vertebral e fatores associados a essa clientela. A essa problemática, acrescenta-se o crescimento da obesidade e pouca atividade físicaentre crianças adolescentes e adultos é um problema presente em nossa realidade, apresentada na PENSe (PESQUISA NACIONAL DE SAÚDE DO ESCOLAR), realizada pelo IBGE (INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA, 2009). Nessa pesquisa pode-se destacar, ainda, a importância do monitoramento dos níveis de atividade física entre os estudantes para se pensar uma política pública para esses e também aimportância da atividade física para a promoção da saúde e que a escola é um espaço de difusão da importância da atividade física para a promoção de uma vida com mais saúde.
Os objetos de estudo são os documentos oficiais da Educação Brasileira e estudos realizados entre 2000 e 2012 sobre a temática em estudo.
A PENSe (PESQUISA NACIONAL DE SAÚDE DO ESCOLAR, 2009) apresenta dados referentes asaúde do escolar, como: a obesidade aumenta entre as crianças e adolescentes; a má postura corporal também afeta no rendimento escolar. Vale lembrar o período prolongado de 4 a 6 horas que estudantes passam na escola em ambientes em que a ergonomia dos mobiliários não é adequadas quanto à disposição e proporções, assim como no que se refere ao transporte do material escolar. Diante desse cenário, aquestão que se pretende responder com este trabalho é: como é a presença do “corpo” nos documentos referentes à educação no período de 2000 a 2012?
De acordo com PENSe (PESQUISA NACIONAL DE SAÚDE DO ESCOLAR, 2009):

A prática de atividade física pela população tornou-se uma questão de saúde ainda na década de 1990. Muitos estudos enfatizam como sendo importante a construção do hábito da práticade atividade física já na infância (SEABRA et al., 2008).
Estimular a prática da atividade física em crianças e adolescentes é importante para uma vida adulta mais ativa. É recomendado que nesta faixa etária haja pelo menos uma hora de atividade física moderada a vigorosa diariamente, ou 300 minutos de atividade física acumulados por semana (CURRIE et al., 2008).
O Health Behaviour inSchool-Aged Children – HBSC mostrou que apenas 20% dos adolescentes de 13 anos realizavam atividade física com duração de uma hora ou mais, variando de 15% para as meninas e 25% para os meninos (CURRIE et al., 2008).
Estudos com informações sobre adultos têm mostrado que a prática da atividade física no lazer é mais frequente entre pessoas de maior renda, ou maior escolaridade (HALLAL et al., 2006; MALTAet al., 2008). Um estudo feito com dados de adolescentes em Pelotas também mostrou que filhos de famílias com maior escolaridade também praticavam mais atividade física (HALLAL et al., 2006).
Segundo Guedes e outros (2001) em Londrina, no Paraná, o tempo de dedicação à prática de esporte e exercício físico em escolares é em média 48 minutos por semana para as adolescentes e 3 horas e 20 minutospor semana para os do sexo masculino. (PESQUISA NACIONAL DE SAÚDE DO ESCOLAR, 2009).

A prática regular de exercício físico contribui significativamente para a promoção da saúde. Podemos apontar muitos benefícios na saúde dos escolares, como: a manutenção do peso adequado, a prevenção de dores na coluna e a prevenção de futuras alterações ou deficiências na postura.
Guedes, et al. (2001), “combase nos novos paradigmas associados às características dos esforços físicos e seus benefícios à saúde, grupos de pesquisadores, juntamente com instituições voltadas à saúde pública, têm procurado idealizar recomendações básicas para a prática da atividade física. Essas recomendações procuram oferecer indicações norteadoras quanto à prática de atividade física considerada suficiente para...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Violência nas escolas e o desafio da educação
  • educação postural
  • educação postural
  • O PAPEL DA ESCOLA FRENTE AOS DESAFIOS DA EDUCAÇÃO INCLUSIVA
  • A escola regular e o desafio da educação inclusiva ao aluno surdo
  • Prevenção de problemas posturais na escola
  • GESTÃO DEMOCRÁTICA: desafios e possibilidades de mudanças na escola para uma educação de quaLIDADE
  • O orientador educacional frente aos desafios da educação inclusiva em escolas públicas do recanto da emas

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!