educação infantil gabarito

Páginas: 7 (1687 palavras) Publicado: 9 de abril de 2014
Educação Infantil 2 – AP 1 _ 2013_2 UERJ_CEDERJ
Gabarito de Correção - Prof. Maria Inês de C. Delorme
- Todas as questões valem 2 pontos, cada uma.
Questão 1:
Resposta: Letra “c”. (terceira opção) - Reflexão para a resposta: Aula 3, p. 46 e 47 (material impresso).
“EXPERIÊNCIAS MUITO SUBJETIVAS:
No Brasil, consideram-se crianças as pessoas desde o momento em que nascem até os doze anos,mas nada impede que meninos e meninas com mais idade permaneçam vivenciando certos aspectos relativos à infância. Ser criança, portanto e infelizmente, não garante indistintamente a todos os que têm até 12 anos de vida o direito de ter infância.
Ao mesmo tempo, como mostrou Madalena Freire, todas as crianças apresentam valores que são construídos ao longo da sua história, em interação familiar esocial, que precisam ser conhecidos, legitimados e respeitados para, um dia, se for o caso, serem questionados. Para isso, muitas vezes o educador/professor precisa repensar as suas práticas, refazer seu planejamento prévio para poder fazer um intervenção pedagógica ética e produtiva. Vamos ao exemplo das caixas de lápis cera.
“Uma experiência crucial ligada a essa necessidade de ser algo,aconteceu com as caixas de lápis de cera. Na minha cabeça, eu iria junta-las e distribuir os lápis como material coletivo. Assim que fui juntando as caixas, os “Me dá o meu lápis!”
- “Não é pra ele não, é minha!”
- “Eu quero minha caixa!”
Imediatamente mudei a proposta, cada um ficou com sua caixa, e constatei a sua inadequação absoluta para esta realidade, e o momento do grupo. Primeiro, como poderiacoletivizar um material que significou muito esforço para ser comprado? Como poderia coletivizar um material quando ainda não existia a consciência do coletivo?
E, assim, seguiu Madalena no seu texto, com muita auto-crítica, humildade e firmeza,
mostrando como foram as crianças que funcionar como seus “outros”ao lhe proporcionar um olhar autoritário, questionador e precioso sobre sua práticaconvidando-a assim a reformula-la.
E, continuando. disse ela: “Com essas “derrapadas” fui tomando consciência de que meu
desafio estava em recriar a minha prática de professora, até então com crianças de classe
média, em tudo que sabia”.
Com isso, nós, educadores e pedagogos precisamos compreender que a globalidade de uma turma se compõe de um tecido que se trama a partir do que constitui cadauma das crianças como um “fio” precioso e único. Um tecido só é possível se existirem muitas cores, fibras, texturas, tons etc. Todas diferentes. Essa é apenas uma imagem à busca de uma conceituação para um grupo de crianças reunido, ainda que de mesma idade e de um mesmo bairro/cidade.
Um tapete ou um tecido muito diferente dos habituais, que se for possível projetar no céu à
noite, comoimagem, pode valer por uma constelação de estrelas únicas e bem brilhantes, com cores e luzes diferenciadas. ((p.46 e 47)
Questão 2:
Resposta: Letra “d”. (Última opção) Reflexão para a resposta: Aula 4 p. 54 e 56 (material impresso).
“Neste curso, vamos trabalhar com um texto emblemático de Ana Luiza B. Smolka da Faculdade de Educação da UNICAMP que ajuda no entendimento das políticas
publicasdestinadas à Educação e à Infância no Brasil e , também, em algumas partes do mundo. Smolka sugere aos leitores que reflitam sobre as imagens de crianças que interessam a determinada sociedade que sejam destacadas, aquelas que interessa a alguns desconhecer e/ou omitir num contraponto com os dados com os quais convivemos em contato direto com crianças que têm carne e osso, histórias encantadas, medos edesejos, famílias organizadas de modos bastante diferenciados, mais ou menos acolhedoras etc.
ATIVIDADE - Antes de ler o texto, proponho que cada um de vocês pegue uma revista qualquer que possa ser recortada, um jornal diário de grande circulação na sua comunidade e, se houver disponibilidade, um calendário típico de natal que contenha imagens de crianças ( p. 54)
P.56: ” Ao examinar imagens...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Literatura infantil na educação infantil
  • LITERATURA INFANTIL NA EDUCAÇÃO INFANTIL
  • Literatura infantil na educação infantil
  • Educação infantil
  • Educação infantil
  • educação infantil
  • EDUCAÇÃO INFANTIL
  • Educação INFANTIL

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!