economia

1066 palavras 5 páginas
ORIGEM DA TEORIA NEOCLÁSSICA
A Teoria Neoclássica surgiu na década de 1950 diante de um novo contexto de crescimento exacerbado das organizações e problemas administrativos decorrentes da época. Enfatiza a preocupação dos administradores (empresários, diretores e, principalmente, gerentes) em dar organização a uma série de modelos e técnicas administrativas
A Teoria Neoclássica, tratada por Chiavenatto, retoma os aspectos discutidos na Teoria Clássica, que são revistos e atualizados dentro de um conceito moderno de Administração, conciliando esta abordagem com contribuições importantes de Teorias subsequentes
CARACTERÍSTICAS PRINCIPAIS DA TEORIA NEOCLÁSSICA • Ênfase na prática da administração;

Os autores neoclássicos procuram desenvolver seus conceitos de forma prática, utilizável, visando principalmente a ação administrativa, também objetivando resultados concretos e mensuráveis.
• Reafirmação relativa dos postulados clássicos;

Como uma reação à influência das ciências do comportamento no campo da Administração, os Neoclássicos retomam os aspectos da Teoria Clássica adaptando-os a uma nova realidade de acordo com a conjuntura da época. •
• Ênfase nos princípios gerais de administração;

Os princípios utilizados pelos clássicos como "leis" científicas são reanalisados como critérios mais ou menos elásticos para a busca de soluções administrativas práticas. Os princípios gerais como: Planejar, Organizar, Dirigir e Controlar são apresentados e discutidos como comuns a todo e qualquer tipo de empreendimento humano, e enfatizado como as funções do administrador.
• Ênfase nos resultados e objetivos;

É em função dos objetivos e resultados que a organização deve ser estruturada, dimensionada e orientada. Contrapondo a Teoria Clássica que preconizava a máxima eficiência, a Teoria Neoclássica busca a eficiência ótima através da eficácia. Um dos melhores produtos desta Teoria é o modelo de Administração por Objetivos (ApO).
• Ecletismo;

O

Relacionados

  • Economia ou economia
    11063 palavras | 45 páginas
  • Economia
    380 palavras | 2 páginas
  • Economia
    1291 palavras | 6 páginas
  • Economia
    491 palavras | 2 páginas
  • Economia
    1104 palavras | 5 páginas
  • economia
    995 palavras | 4 páginas
  • Economia
    2457 palavras | 10 páginas
  • Economia
    1884 palavras | 8 páginas
  • ECONOMIA
    2695 palavras | 11 páginas
  • Economia
    1359 palavras | 6 páginas