economia politica

Páginas: 10 (2381 palavras) Publicado: 25 de junho de 2014
Categorias da ( Critica da ) Economia Política

A economia estuda as relações sócias que os homens estabelecem na produção dos bens que asseguram a manutenção e a reprodução da vida social. E é da analise histórica do seu objeto que a Economia Política extrai as categorias com as quais o trata, categorias que devem ser compreendidas num duplo sentido: ontológico e reflexível.
Elas sãoantológicas na medida em que tem a existência real, histórico-concreta: elas são formas, modos de existência do ser social, que funcionam e operam efetivamente na vida em sociedade, independentemente do conhecimento que tenham os homens ao seu respeito. Através da reflexão, do pensamento racional, da analise teórica, os homens tomam consciência delas, conseguindo aprender a sua estrutura fundamental (asua essência) a partir da visibilidade imediata que apresentam (a sua aparência) quando, em fim, é possível reproduzi-las, no seu dinamismo e nas suas relações, através de meios conceituais, então elas aparecem como produto do pensamento, tomando a forma de categorias reflexíveis. O que se passa com o conjunto das categorias econômicas: seu desconhecimento teórico não impede que, na pratica social,os homens estabeleçam e desenvolvam relações econômica

A comunidade primitiva e o excedente econômico

Os progressos no processo de trabalho ( as habilidades adquiridas pelos homens, o aperfeiçoamento dos seus instrumentos, o conhecimento menos precário da natureza etc.) tornaram-no mais produtivo: dele proviam mais bens que os imediatamente necessários a manutenção do grupo. Numa palavraestava surgindo o excedente econômico: a comunidade começava a produzir mais do que carecia para cobrir suas necessidades imediatas. O excedente econômico que alguns economistas designam simplesmente como excedente, “na definição mais breve, é a diferença entre o que a sociedade produz os custos dessa produção”.
O surgimento do excedente econômico, que assinala o aumento da produtividade dotrabalho, opera uma verdadeira revolução na vida das comunidades primitivas: de um lado, junto com uma maior divisão na distribuição do trabalho, produzem-se bens que, não sendo utilizados no autoconsumo da comunidade, destinam-se a troca com outras comunidades surge então a mercadoria e, com ela, as primeiras formas de troca o comercio. De outro lado, a possibilidade acumulação abre alternativas deexplorar o trabalho humano posta a exploração, a comunidade divide-se, antagonicamente, entre aqueles que produzem o conjunto dos bens (os produtores diretos) e aqueles que se apropriam dos bens excedentes (os apropriadores do fruto do trabalho dos produtores direto).

Forças produtivas, relações de produção e modos de produção

O surgimento do excedente econômico sinalizou historicamente umenorme desenvolvimento do processo de trabalho, graças ao qual a produção de bens ultrapassou as necessidades imediatas da comunidade. A produção de bens, qualquer que seja ela, realiza-se através do processo de trabalho, que envolve os seguintes elementos:os meios de trabalho,os objetos de trabalho e a força de trabalho.
O conjunto desses elementos designa-se por forças produtivas.Se a produçãodepende da existência dos meios e dos objetos de trabalho,é a intervenção da força de trabalho que a viabiliza.A força de trabalho é a mais preciosa das forças produtivas:afinal,são os homens que,através do acumulo de gerações,aperfeiçoam e inventam instrumentos de trabalho,descobrem novos objetos de trabalho,adquirem habilidades e conhecimentos. O caráter histórico das forças produtivas revela-se demaneira privilegiada: o crescimento da produtividade do trabalho (isto é, a obtenção de um produto maior com emprego da mesma magnitude de trabalho) depende da força de trabalho, da sua capacidade para mobilizar perícia e conhecimentos. O crescimento da produtividade do trabalho, surge vinculado á repartição do trabalho. Antes mesmo do aparecimento do excedente econômico, na comunidade...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Econômia política
  • Economia Politica
  • Economia Politica
  • Economia política
  • Economia politica
  • Economia politica
  • Economia Política
  • economia e politica

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!