Economia Neoclássica e Revolução Marginalista

Páginas: 17 (4030 palavras) Publicado: 8 de abril de 2014










ECONOMIA NEOCLÁSSICA E REVOLUÇÃO MARGINALISTA







REDENÇÃO
FEVEREIRO / 2014


















RESUMO

Essa pesquisa de teor acadêmico, mesmo que de modo um tanto sintetizada, visa pormenorizar como ocorreu no final do século XIX as mudanças que ocasionaram no surgimento de uma nova escola econômica, chamada de Neoclássica, onde mudava-se aabordagem da economia na sociedade, até então vista pelas escolas de economia política clássica. Muitas dessas correntes de pensamentos econômicos que estudam a formação dos preços, a produção e a distribuição da renda através do mecanismo de oferta e demanda dos mercados, passaram a agrupar um movimento chamado de Revolução Marginalista, muito embora alguns autores apartaram-se dessas correntes,formando outros pensamentos econômicos, como no caso da escola austríaca. Debruçando-se, principalmente, sobre os principais pensadores da economia neoclássica, como William Stanley Jevons, Alfred Marshal, Léon Walras, Schumpeter, Böhm-Bawerk, Carl Menger, dentre outros, buscamos trazer suas principais teorias e contribuições para a ciência e o pensamento econômico que resultaram numa nova visão doestudo econômico para a sociedade, como também uma apreciação crítica do movimento em questão.













Sumário













INTRODUÇÃO
Até então muito enraizada na cultura eurocêntrica, principalmente por Adam Smith, David Ricardo, Antonie de Montchrétien, e outros, a economia política clássica que imperava desde meados do século XVII, com o objetivo de transporpara a atividade estatal as ideias e os princípios da Economia, passaria por uma série de transformações paulatinamente até o termo ser trocado por ciência econômica, usado por aqueles que buscavam abandonar a visão classista da sociedade, repensando-a pelo enfoque matemático, axiomático e valorizador dos estudos econômicos atuais e que concebiam o valor originado na utilidade que o bem gerava noindivíduo.
Atualmente o termo “economia política” é utilizado comumente para referir-se a estudos interdisciplinares que se apoiam na economia, sociologia, direito e ciências políticas para entender como as instituições e os contornos políticos influenciam a conduta dos mercados. Dentro da ciência política, o termo se refere principalmente às teorias liberais e marxistas, que estudam as relaçõesentre a economia e o poder político dentro dos Estados.
Essa mudança de abordagem fundamenta-se, sobretudo, nas obras de Menger (1871), Jevons (1871) e Léon Walras (1874), e levou à formação das chamadas Escola Neoclássica e Escola Austríaca de Economia.
Após essa gradual mudança na abordagem econômica surgiu a chamada Revolução Marginal, nome atribuído ao surgimento independente e – quase –simultâneo de uma série de contribuições teóricas que fundamentariam essa nova abordagem, baseada na ideia de que o valor econômico resulta da utilidade marginal, surgindo conceitos, como custo marginal e custo médio, receita marginal, elasticidade do preço, equilíbrio geral, e outros. O que, em tese, expressa que em uma relação econômica, a utilidade marginal decresce à medida que se consome mais umaunidade.
Mais tarde, Alfred Marshall, na Inglaterra, aprofundou essas análises em seu livro “Principles of Economics” (1890) e passou a considerar que os preços são determinados simultaneamente por fatores de custos e de demanda. A análise de Marshall também reconhece as complexas interdependências que ocorrem num sistema de preços, com a demanda e a oferta de várias mercadorias interagindo e seafetando reciprocamente.
DESENVOLVIMENTO
A teoria do valor começou com Adam Smith (1776), David Ricardo (1817), e vários outros autores que compõem o grupo da Escola Clássica de Economia.
Estes autores explicavam a formação dos preços, basicamente, pelo seu custo de produção. Se uma mercadoria “A” custava para ser produzida o dobro que a mercadoria “B”, o preço de “A” seria duas vezes maior...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Economia Neoclassica
  • Precursores da Revolução Marginalista
  • economia neoclassica
  • Economia Neoclassica
  • economia neoclassica
  • Economia Neoclássica
  • Economia neoclássica
  • economia neoclassica

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!