Economia colonial brasileira - 1º capítulo

Páginas: 7 (1598 palavras) Publicado: 9 de fevereiro de 2013
História da Sociedade Brasileira
Resumo – Economia Colonial Brasileira
2º capítulo

Aluno – Eduardo Sousa dos Santos Matrícula – 11226842
Prof. – Acácio José L. Catarino
Curso – Serviço Social/Tarde 1º período

Resumo

Até a década de 1530, a exploração da América portuguesa esteve nas mãos de um Estado-empresário que, através de feitorias espalhadas ao longo da costabrasileira e controlada pela Coroa, retirava da mata atlântica o pau-brasil. Tratava-se de uma rede protegida por frotas-patrulhas, sistema já adotado na Ásia, que não se traduzia no estabelecimento de estruturas produtivas que servissem de base para a fixação de núcleos de povoamento. Esse quadro iria se alterar drasticamente em virtude do aumento das disputas entre Portugal e Espanha pela divisãoterritorial do Novo Mundo e das incursões de piratas franceses nas costas brasileiras, atraídos como estavam pelo pau-brasil. Ao mesmo tempo, a cultura da cana-de-açúcar já tinha sido testada com sucesso em Pernambuco (1516) e em São Vicente (1532). Com o açúcar, o sistema de feitorias e com ele, a intervenção direta do Estado cederia espaço aos projetos de efetiva ocupação e colonização do novoterritório. Recuperando-se experiências da época da Reconquista cristã, implantou-se um sistema de ocupação em que a distribuição de terras teve como modelo as doações reais: o rei cedia a determinado “capitão” e seus herdeiros a jurisdição parcial sobre um território e seus habitantes, o que transformava o capitão-donatário em uma espécie de lugar-tenente ou, o que é o mesmo, no representante dorei na região considerada.

Por essa época dominavam nas costas brasileiras as populações tupis, designação dada a partir do tronco linguístico dominante (outro tronco era o jê). Parentesco, mito e rito eram os elementos em torno dos quais tais sociedades se organizavam, com destaque para os contínuos processos de segmentação e reconstituição dos grupos locais, a preeminência dos chefes e xamãs(especialistas em curar, adivinhar e mediadores entre o mundo dos homens e o mundo dos animais e dos espíritos) e o papel fundamental da guerra na afirmação da identidade histórica dos homens. A aldeia era a principal unidade da organização social dos grupos humanos. Diversas comunidades podiam manter entre si relações estreitas, assentadas em redes de parentesco. Entretanto, essas relações nãodavam margem ao surgimento de organizações políticas ou territoriais permanentes no tempo. Viviam da caça, da coleta e da agricultura extensiva, com a utilização da terra durante algumas colheitas e seu posterior abandono para o cultivo de uma nova área.

Foi em meio a esse universo que se iniciou a colonização europeia. Os primeiros contatos entre os índios e os portugueses foram marcados peloescambo, que permitia aos colonos receberem mantimentos e mão-de-obra para a extração do pau-brasil. A segunda forma de aquisição de trabalhadores era a compra dos prisioneiros das guerras intertribais, logo transformados em escravos. Contudo, ultrapassada a fase das feitorias, esses expedientes se mostraram pouco eficazes para atender às crescentes necessidades dos europeus. De imediato, osportugueses procuraram intensificar as guerras intertribais. Acreditavam que por esse mecanismo poderiam formar um amplo mercado de escravos. Entretanto, a guerra indígena não tinha por objetivo a produção de escravos, razão pela qual os confrontos intertribais não geravam escravos na quantidade esperada. A escravidão indígena acabou por ser regulamentada pela lei de 1570. Embora se considerasse ilegal ocativeiro dos povos nativos, permaneceu lícita a escravização de índios capturados em “guerras justas” (portanto, feitas contra as aldeias hostis ao domínio português) ou então “resgatados” (prisioneiros de guerra condenados à morte por aldeias adversárias, adquiridos por meio de escambo).

Ao longo dos séculos XV e XVI, o império ultramarino desempenhava um papel fundamental na manutenção...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Atividade 1º capitulo do livro Economia Brasileira
  • Economia Colonial Brasileira
  • A economia colonial brasileira
  • Resumo da economia colonial brasileira
  • A economia colonial brasileira (séculos XVI-XIX), resumo dos capítulos dois e três.
  • Açúcar na economia brasileira colonial
  • Capitulo 10 economia brasileira
  • Economia e Formação Brasileira no período colonial

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!