Ebaa

Páginas: 11 (2621 palavras) Publicado: 12 de novembro de 2013

1. Introdução

Redutores de velocidade são dispositivos que tem a função de adequar a rotação de um elemento acionador ao dispositivo a ser acionado e devido a física envolvida, quando se reduz a rotação aumenta-se o torque disponível.































2. Redutor Transmotécnica


2.1 Descrição

O redutor Transmotecnica tipo H11-15 é um redutor de engrenagens cilíndricas de redução simples com um par de eixos paralelos horizontais com as pontas de eixo de entrada e saida dispostos em lados opostos e que possuem rasgos de chaveta e furos roscados no extremo do eixo para o acoplamento. Como acessórios possui; sistema de lubrificação forçada a óleo, com filtro cartucho descartavel e sistema de arrefecimento a água.3. Lubrificação


3.1 Método de lubrificação

A lubrificação é feita através de salpicos de óleo gerados pela engrenagem de baixa rotação, canaletas de lubrificação na carcaça que conduzem óleo para os mancais de rolamentos e sistema auxiliar à óleo forçado por bomba de engrenamento externo e filtragem por filtro tipo cartucho

A verificação do nível do óleo é feita por visor, devendoo nível estar no meio deste visor. O fabricante recomenda acompanhar o nível após troca de óleo nos redutores equipados com sistema de lubrificação forçada para uma possível correção de nível.

A Pressão no sistema de lubrificação deve estar entre 1,0 a 2,5Kgf/cm2 em temperatura de trabalho

- Capacidade de lubrificante: 7 litros






3.1 Lubrificante

Óleo mineral deViscosidade ISO VG 220 para temperaturas de trabalho de até 100ºC, em temperaturas mais elevadas é recomendado o uso de óleo sintético.

Óleos minerais de viscosidade ISO VG 220 disponíveis no mercado:
Atlantic Pennant EP 220
Castrol LLO SP 220
Esso Spartan EP220
Fuchs Renep Super 6
Impiranga SP 220
Kluber Lamora 220
Mobil Mobilgear 630
Optimol Optigear BM 220Petrobrás Lubrax Industrial EGF 220-PS
Shell Omala Oil 220
Texaco Meropa 220
Valvoline WA 15
( lista em ordem alfabética, sem ordem de preferência )


3.2 Troca de óleo

A primeira troca de óleo mineral do equipamento deve ser realizada após as primeiras 500 horas de trabalho (ou 18 meses), nos intervalos posteriores são consideradas; temperatura, horas de trabalho, tipo de óleo e apermanência dele no redutor


Tabela 1 – intervalo entre troca de óleo redutor Transmotecnica H11-15

A drenagem do óleo deve ser feita com o redutor ainda aquecido para melhor escoamento








3.3 Troca do filtro de óleo

O filtro descartável tipo cartucho deve ser substituído a cada troca de óleo


4. Arrefecimento

Alem da dissipação de calor feitapela carcaça e pelo óleo lubrificante o redutor possui como acessório de fabrica um sistema de arrefecimento a água com serpentina instalada abaixo do nível de óleo lubrificante com uma bandeja trocadora de calor sob a engrenagem de baixa rotação. A água de arrefecimento de ser de preferência com um baixo teor de cálcio e a pressão não deve ultrapassar 6kgf/cm2


5. Vedação

Na junçãode carcaça a vedação é feita por junta química, juntas de papel guarnital que vedam a tampa de inspeção, flanges e tampas de mancais, na ponta de eixo de saída há um alojamento de elemento de vedação podendo ser para labirinto ou retentor com dimensões adequadas

- Diâmetro do alojamento da vedação do eixo de entrada - 87,85 mm
- Diâmetro do eixo de entrada na região da vedação - 64,70 mm
-Diâmetro interno do labirinto do eixo de saída - 85,10mm
- Diâmetro do eixo de saída na região do labirinto - 84,70mm
- Largura dos canais do labirinto do eixo de saída - 3,15 mm


6. Componentes

6.1 Lista dos componentes

- Carcaça inferior
- Carcaça superior
- Tampa de inspeção
- Eixo arvore de engrenagem de alta rotação (entrada) de apoio em mancais de rolamentos
- Eixo...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!