Doenças psicossomáticas

Páginas: 6 (1394 palavras) Publicado: 6 de setembro de 2011
A psicossomática é uma ciência interdisciplinar que integra diversas especialidades da medicina e da psicologia para estudar os efeitos de fatores sociais e psicológicos sobre processos orgânicos do corpo e sobre o bem-estar das pessoas. O termo também pode ser compreendido, tal como descreve Mello Filho [1], como "uma ideologia sobre a saúde, o adoecer e sobre as práticas de saúde, é um campo depesquisas sobre estes fatos e, ao mesmo tempo, uma prática, a prática de uma medicina integral".
A palavra psicossomática, na visão dos profissionais de saúde que compreendem o ser humano de forma integral, não pode ser compreendida como um adjetivo para alguns tipos de sintomas, pois tanto a medicina quanto a psicologia estão percebendo que não existe separação ideal entre mente, corpo, alma eespírito que transitam nos contextos sociais, familiares, profissionais e relacionais. Então, psicossomática é uma palavra substantiva que pode ser empregada para qualquer tipo de sintoma, seja ele físico, emocional, psíquico, espiritual, profissional, relacional, comportamental, social ou familiar.
[pic]
[pic]
Ataque histérico documentado em paciente sob hipnose Salpêtrière em Paris(1876-1880) por D.M. Bourneville and P. Régnard

|Índice |
|[esconder] |
|1 Breve história |
|2 Perspectivas de interpretação/ intervenção e patologias|
|3 Referências |
|4 Ver também |
|4.1 Ligações externas |

[editar] Breve história

O termo medicina psicossomática começou a ser utilizadonas primeiras décadas do século XX, 1939 pode ser considerado uma data de sua consagração tendo como marco a fundação da American Psychosomatic Society [2]
Contudo é o resultado de séculos de elaboração até ser definida pela primeira vez por Johann Christian August Heinroth (1773–1843) (psicossomática, 1918 e somatopsíquica, 1928). A psicossomática evoluiu das investigações psicanalíticas quecontribuem para o campo com informações acerca da origem inconsciente das doenças, e mais especificamente dos estudos das paralisias e anestesias histéricas originados das contribuições pré - psicanalíticas de Jean-Martin Charcot (1825-1893) e Josef Breuer (1842-1925).
Segundo Alexander e Selesnick [3] o método psicossomático em medicina se estabeleceu a partir do estudo clínico e experimentalsistemático da interação entre a mente e o corpo que só se tornou possível depois dos esclarecimentos filosóficos sobre ambos. Além das pesquisas sistemáticas do próprio Alexander e equipe do Instituto Psicanalítico de Chicago (1932) sobre o adoecimento e padrões de conflito e tipos de personalidade utilizando a concepção psicanalítica de Sigmund Freud (1856-1939), em especial os conceitos de conversãohistérica e o método da livre associação os referidos autores apontam como pioneiros da medicina psicossomática: Georg Groddeck (1866–1934); Ernst Simmel (1882-1947) na Alemanha; Felix Deutsch (1884-1964) em Viena; Smith Ely Jelliffe (1866-1945) nos Estados Unidos e Ángel Garma (1904–1993) na Argentina. Destacando ainda as contribuições de Helen Flanders Dunbar (1902-1959) sobre semelhançaspsicológicas entre pacientes com uma mesma doença orgânica e os esclarecedores estudos sobre a fisiologia das emoções desenvolvidos por Walter Bradford Cannon (1871–1945).
Outra contribuição relevante, para compreensão multidisciplinar que temos hoje, veio do sociólogo sociólogo Talcott Parsons (1902-1979) em 1951 ponderando sobre a vantagem que o indivíduo obtém, mesmo que indiretamente, quando...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Doenças psicossomaticas
  • Doenças psicossomaticas
  • Doenças psicossomaticas
  • Doenças psicossomáticas
  • Doenças psicossomaticas
  • Doenças Psicossomaticas
  • Doenças psicossomáticas
  • Doenças Psicossomáticas

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!