Doenças Homeopaticas

Páginas: 6 (1496 palavras) Publicado: 15 de maio de 2014
O melhor repertório, é sem dúvida, aquele que apresentando a necessária fiabilidade, é objeto de profundo conhecimento do seu utilizador, o que passa inelutavelmente pela leitura continuada das rubricas e sub-rubricas.
De nada nos servem extensas obras – quanto maior a concordância com a matéria médica, mais extensos e difíceis de manusear serão os repertórios –, se delas nada ou muito poucoconhecemos. A desmotivação rapidamente se instalará e o seu abandono será inevitável.

SINTOMAS

Os sintomas característicos do paciente são muito mais importantes do que os sintomas e sinais da doença.
Conforme ensinou Kent, temos de considerar em primeiro lugar o homem no seu centro, nas suas funcionalidades intelectuais, afeições, sintomas físicos gerais, para só depois deslocarmos a nossaatenção para a periferia, nos sintomas locais ou particulares. Iniciando a investigação do Homem em si mesmo, pode ocorrer que os sintomas locais não estejam descritos na patogenesia do medicamento apurado, mas o remédio cura o enfermo – em homeopatia não há doenças, mas doentes – e estes desaparecem.

Os “sintomas comuns”, que surgem em múltiplos experimentadores de uma dada substância ecaracterizam uma patologia sem que estejam modalizados, têm reduzido valor na repertorização, bem como na pesquisa ulterior do “simillimum”, ao contrário dos “incomuns”, que são peculiares, raros e estranhos.

Os “sintomas característicos”, individualizam ou caracterizam o paciente no âmbito da totalidade sintomática, estando geralmente associados a modalidades de melhoria e agravamento.

Os“peculiares” são antes do mais, sintomas característicos, específicos de alguns medicamentos ou do próprio paciente.

Os “raros”, só muito raramente se verificam no repertório e são constituídos por rubricas com um número igual ou inferior a três medicamentos.

Os “raríssimos” ou “Keynotes”, encontram-se em rubricas com apenas um medicamento.



Os “sintomas biopatográficos” – transtornos por... –têm grande importância, porquanto explicam na sua essência mais profunda a origem da patologia que nos propomos curar.

Os “mentais”, caracterizam no essencial um indivíduo e são auxiliados nesta tarefa pelas suas aversões e desejos, bem como pelo seu comportamento e reacção aos elementos naturais. Estes, devem ser sempre utilizados para a selecção final do medicamento.

Os “sintomas gerais”representam o homem como um todo, na sua globalidade de entidade viva. Quando o paciente se exprime na primeira pessoa do singular, podemos estar quase certos que se refere a um sintoma geral: “Eu” tenho frio; “Eu” tenho sede. Segundo Kent, estes sintomas quando modalizados, são os que melhor se adequam à repertorização fundamentada no método de eliminação ou cancelamento. Também Hahnemann haviaressaltado a sua importância.

Os “locais ou particulares” têm uma localização específica, pertencendo em regra a um determinado órgão ou parte do organismo. Quando examinamos a parte, examinamos o particular. Se o paciente usa o pronome “Meu”, está quase sem excepções a referir-se a um sintoma local: O “meu” estômago arde, o “meu” intestino não funciona, tenho dores insuportáveis na “minhaperna” quando me levanto.

Os “patognomónicos” são os que respeitam à doença.


Resumindo:

CARACTERIZAÇÃO DO PACIENTE
Sintomas Mentais.
Aversões e Desejos.
Comportamento e reacção aos elementos naturais e outros sintomas gerais.

SINTOMAS

Característicos – que caracterizam o paciente – 11 a 40 medicamentos nas rubricas de um repertório como o de Kent, Ariovaldo, Aldo Farias Dias, ou noSihore.

Peculiares – do paciente ou do medicamento – 4 a 10 medicamentos.
Raros – 1 a 3 nas rubricas repertoriais.

Raríssimos – keynotes – 1 medicamento.


Centesimal de Hanneman e Décimal de Hanneman
SURDEZ, IDOSOS - TRATAMENTO HOMEOPÁTICO HYOSCIAMUS 200 CH, 5 gotas duas vezes por semana.

SINUSITE - TRATAMENTO HOMEOPÁTICO
PROTOCOLO –
SANGUINARIA 200 CH, 5 gotas duas vezes...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • 2ª AULA
  • bibliografia homeopatica
  • Legislação homeopatica
  • Farmácia homeopática
  • Legislação Homeopática
  • Anamnese homeopática
  • farmacotecnica homeopatica
  • Legislação Homeopatica

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!