Doenças causadas por bactéria, fungos protozoarios e fungos causa e tratamento

Páginas: 14 (3478 palavras) Publicado: 6 de abril de 2013
A INCLUSÃO ESCOLAR DE UMA JOVEM COM PARALISIA CEREBRAL NA
UNIVERSIDADE POTIGUAR: UM ESTUDO DE CASO

LUIZA ALINE LOPES RODRIGUES- UNIVERSIDADE POTIGUAR
ALEXANDRE BOSCO DA SILVA OLIVEIRA-UNIVERSIDADE POTIGUAR
luizaalr@hotmail.com
boscoalexandre@hotmail.com

Introdução
O presente projeto de pesquisa aborda o tema de inclusão escolar de uma jovem
com paralisia cerebral na universidade. Apalavra “incluir”, segundo o minidicionário
da língua portuguesa Soares Amora (1998), significa: abranger; compreender; conter;
envolver; introduzir; fazer parte. Já o vocábulo “inclusão” significa: ação ou efeito de
incluir.
O ensino inclusivo é a prática de inclusão de todos, independentemente do
talento, deficiência, origem social econômica ou cultural, em escolas e salas de aula
provedora,onde se busca atender às necessidades dos alunos, educando todos juntos.
Para conseguir realizar o ensino inclusivo, os professores em geral e especializados,
bem como os recursos, devem aliar-se em um esforço unificado e consistente.
(STAINBACK & STAINBACK, 1999).
A sociedade atravessou diversas fases em relação às práticas sociais voltadas
para as pessoas com deficiência. Iniciou-sepraticando a exclusão social de pessoas
deficientes, por causa das condições diferenciadas, fazendo com que lhes parecesse não
fazer parte da maioria do povo. Logo depois, a sociedade criou o atendimento segregado
no interior das instituições, em seguida passou a praticar a integração social, adotando
posteriormente a inclusão social, que é a filosofia em desenvolvimento nos dias atuais,
paratransformar os sistemas sociais gerais. Obviamente, essas etapas não aconteceram
ao mesmo tempo para todos os seguimentos populacionais, ainda hoje encontramos a
exclusão e a segregação em prática nos diversos grupos sociais vulneráveis. Por outro
lado, vemos a mudança da tradicional integração sendo substituída, gradativamente,
pela prática da inclusão. (SASSAKI, 2006).
No final dos anos 70 ecomeço da década de 80, muitas pessoas com deficiência
começaram a ser colocadas em classes regulares por meio turno, até mesmo os muitos
alunos com deficiências importantes, que nunca tinham sido atendidos. Iniciaram-se os
serviços educacionais nas escolas regulares de suas comunidades. (STAINBACK &
STAINBACK, 1999).
Embora exista um discurso favorável, a inclusão da pessoa com deficiência nocontexto escolar vem acontecendo gradativamente, mesmo com dificuldades, buscando
superar toda uma história de isolamento e distinção.
A encefalopatia crônica, mais conhecida como paralisia cerebral não
progressiva, é uma lesão de uma ou mais partes do cérebro provocadas, muitas vezes,
por falta de oxigenação nas células cerebrais. Paralisia cerebral é a intitulação que se dá
a um grupo deproblemas motores, que se iniciam nas fases iniciais da vida, e que é o
resultado de lesões no sistema nervoso central ou problemas no desenvolvimento do
cérebro antes do nascimento, ou seja, são problemas congênitos. Embora a lesão ou os

problemas no cérebro não piorem, os problemas motores podem aumentar com o passar
do tempo. (LEITTE, 2009).
A pessoa com paralisia cerebral não apresentacomprometimento cognitivo,
salvo se a lesão afetar áreas do cérebro responsáveis pelo pensamento e pela memória.
Alguns músculos podem ser afetados com a paralisia cerebral, como, por exemplo, os
músculos da face, apresentando dificuldades para se comunicar através da fala e de
expressar pensamentos ou necessidades. Quando isso acontece, a pessoa com paralisia
cerebral pode ser injustamenterotulada como deficiente mental ou não inteligente.
(ASSOCIAÇÃO DE PARALISIA CEREBRAL DO BRASIL, 2009).
A universidade inclusiva é um tema de bastante evidência nos dias de hoje,
tendo em vista que pessoas com algum tipo de deficiência procuram cada vez mais
cursos de nível superior. Os alunos com deficiência se deparam com algumas limitações
ao chegar à universidade, por isso é preciso que...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Doenças Causadas Por Vírus, Bactérias, Protozoários, Fungos e Animal Suas transmissões e tratamentos.
  • PRINCIPAIS DOENÇAS CAUSADAS POR BACTERIAS, FUNGOS, PROTOZOARIOS E VIRUS
  • Anatomia, doenças causadas por vírus, bactérias, protozoários e fungos
  • PRINCIPAIS DOENÇAS CAUSADAS POR BACTERIAS, FUNGOS, PROTOZOARIOS E VIRUS
  • PRINCIPAIS DOENÇAS CAUSADAS POR BACTERIAS, FUNGOS, PROTOZOARIOS E VIRUS
  • Algumas doenças causadas por protozoários e fungos
  • Algas, fungos e doenças causadas por protozoários
  • Doenças causadas por vírus bacterias e fungos

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!