diversos

Páginas: 2 (264 palavras) Publicado: 17 de setembro de 2014
O texto inicia abordando uma temática bastante relevante no que diz respeito à história da identidade negra e seus desafios ao longo dos anos.Arrancados do continenteafricano, no século XV, para trabalharem como escravos em diversos países, entre eles o Brasil, sofreram todos os tipos de agressões físicas, morais e psicológicas. É nessecontextoque se observa que a identidade negra não surgiu de uma tomada de consciência de uma diferença de cor ou de uma diferença biológica, pois o mesmo não ocorreu com osimigrantes brancos que deixaram seuspaíses espontaneamente para trabalharem por aqui e não sofreram os mesmos traumas que os povos africanos.
A questão da identidade apresenta umadinâmica inesgotável no tempo e no espaço, pois asexplicações e conclusões sempre serão provisórias. Mudanças estão sempre ocorrendo e isso necessita a aquisição de novastemáticas em torno do assunto. Do ponto de vista da Antropologia, todas asidentidades são construídas, daí o verdadeiro problema de saber como, a partir de que e por que. O porquem e o porquê determinam largamente o conteúdo simbólico da identidade cultural construída e suasignificação para os que se identificam com ela ou se situam resolutamentefora dela.
Segundo o autor podemos distinguir três formas de identidade de origens diferentes: a identidade legitimadora,elaborada pelas instituições dominantes; identidade deresistência, produzidas pelos atores sociais e a identidade-projeto, quando os atores sociais constroem uma nova identidade que refine sua posição nasociedade.
Todas aspessoas são feitas de diversidade, cada um com suas particularidades. Essas diferenças podem unir ou não. Podem ser motivos de preconceitos, estereótipo ou até conflitos
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • diversos
  • diversos
  • diversos
  • diversos
  • diversos
  • Diverso
  • diversos
  • diversos

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!