direito

Páginas: 7 (1728 palavras) Publicado: 9 de abril de 2014
Síntese do V livro da obra Ética a Nicômaco de Aristóteles
1।Introdução
LucFerry
Como viver? É a questão principal, pois contém todas as demais. Como viver de uma maneira feliz, mais sensata, mais livre? No mundo tal como é, já que não temos opção. Na época que é nossa, já que todas dependem dela. Para transformar o mundo? Para se transformar? Ambos. Um pelo outro. A ação é o caminho. Mas quesó vale pelo pensamento que a ilumina. O máximo de felicidade no máximo de lucidez: é o que os antigos chamavam sabedoria, que dava sentido a filosofia e à vida deles. Mas a sabedoria deles não é nossa. Ou, antes, a nossa não poderia reproduzir, pura e simplesmente a deles. O mundo não é o mesmo. A sociedade não é a mesma. As ciências, a moral, a política. Como poderíamos ter a mesma vida, amesma maneira de nos salvar ou nos perder? (COMTE, 1999, p. 05) Se quisermos reatar como o ideal antigo de saberia, foi menos por nostalgia do que por impaciência. A vida é breve demais, preciosa demais, difícil demais, para que nos resignemos a vivê-la de qualquer jeito. E interessante demais para não nos darmos tempo de refletir a seu respeito e debatê-la. Como viver? Se a filosofia não responder aessa questão, para que a filosofia? (COMTE, 1999, p. 06) Talvez, o leitor desta síntese possa se perguntar aonde que cabe a reflexão de um filósofo moderno no sentido maior que postula a obra supracitada de Aristóteles, porém cabe uma observação mais minuciosa e atenta para fazer conexões que posteriormente na discussão sobre o a obra e na conclusão se tornarão mais claras.. A obra Ética aNicômaco é composta por dez livros. O título indica o assunto, que é a ética. A obra designa as concepções morais nas quais o homem possui fé. Segundo o autor, o único objeto que o homem persegue é o bem, seja lá o que ele for ou faça, mesmo que pareça orientado para fins imperfeitos, mas o que ele tem em vista, em última instância, é o bem supremo, fim absoluto, buscado por si mesmo. A felicidade é daalçada da ética coletiva e da política, segundo Aristóteles. Sua filosofia é primordialmente dedicada às virtudes humanas e sua prática. O principal objetivo desta síntese será o quinto livro da obra Ética a Nicômaco। Trabalharemos como tema principal a justiça e seu universo de relações, relações estas que o filósofo grego debruçou após a formulação de seus quatro livros anteriores, que eleobjetivamente estudara como núcleo: a ética, o bem, a felicidade e a virtude.

2। Livro quinto da obra Ética a Nicômaco

No que diz respeito à justiça e à injustiça devemos indagar com que espécie de ações se relacionam elas, que espécie de meio-termo é a justiça, e entre que extremos o ato justo é meio-termo. Nossa investigação se desenvolverá dentro da mesma linha que as discussões anteriores(ARISTÓTELES, 2004, p.103). Na introdução do quinto livro, Aristóteles já apresenta claramente o caminho que ele deseja e irá trilhar na obra, que é a relação entre a justiça, o ato de justiça e as relações da justiça. Para Aristóteles, “a justiça não é uma parte da virtude, mas a virtude inteira”. A justiça como o arquétipo da virtude inteira nos conduz a compreender nas entrelinhas, que o filósofo estafalando do universo espiritual da polis, da relação dos cidadãos e essencialmente do que é importante e indispensável para o bem-viver e a harmonia da sociedade. A justiça, enaltecida por ele, corresponde à predileção do sujeito justo que é um legítimo probo, um ser proporcional e inviolável a lei, poderíamos dizer em termos modernos, homem que não se corrompe. Mas, quem seria o homem justo e oinjusto para Aristóteles? Diferentemente do homem justo, o homem injusto é ímprobo e iníquo. Porém o foco desta questão é o ato justo e injusto. Aristóteles afirma: “Sendo os atos justos e injustos aqueles que descrevemos, um homem age de maneira justa ou injusta sempre que pratica tais atos voluntariamente. Quando os pratica involuntariamente, ele não age nem injusta nem justamente, a não ser...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • direito do DIREITO
  • Direito direito
  • Direito
  • Direito
  • Direito
  • Direito
  • Direito
  • Direito

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!