Digestão de proteinas, carboidratos e lipideos

Páginas: 6 (1421 palavras) Publicado: 6 de outubro de 2013
Digestão Carboidratos
Quando ingeridos, os carboidratos estão sob forma de polissacarídeos e dissacarídeos que necessitam ser hidrolisados (quebrados) em açucares simples para serem absorvidos. Dentre os carboidratos digeríveis, de origem animal (glicogênio) e de origem vegetal (amido) são metabolizados a D-glicose com quebras de ligações  α-1,4 glicosídicas que são facilmente rompidaspela α-amilase. Já as fibras, solúveis ou insolúveis, não são digeridas pelo organismo humano, por possuírem ligações β-1,4 glicosídicas, que não possuem enzimas para a quebra.
A α-amilase é secretada pelas glândulas salivares e, portanto a digestão de amido e seus derivados iniciam-se na boca com a mastigação, que fraciona o alimento e o mistura com a saliva e é interrompida no estomago onde o baixo pHinativa a sua a enzima que é reativada no intestino onde há um pH mais básico. O amido pode se apresentar na forma de amilose ou amilopectina que se diferenciam pela estrutura, onde a amilose é linear e a amilopectina é bastante ramificada. A amilose é mais hidrossolúvel, possui aproximadamente 300 moléculas de D-glicopiranose ligadas por pontes glicosídicas por α-1,4. Já a amilopectina é menoshidrossolúvel e possui cerca de 1400 moléculas de a-glicose. Outra enzima que catalisa a quebra do amido é a amilase pancreática que possui uma sequencia de aminoácidos diferente da α-amilase e atuam em pH alto ou baixo mas possui a mesma atividade catalítica da outra enzima.
Durante esse processo, a enzima amilase salivar secretada pelas glândulas parótidas (glândula salivar situada na regiãoorofaríngea) inicia a quebra do carboidrato em dextrinas e maltoses que são moléculas menores. Esta enzima sofre inativação no estômago, assim que inicia a liberação de outras enzimas locais. Ainda no estômago, ocorrem contrações das fibras musculares da parede continuando o processo digestivo mecânico, que são os movimentos peristálticos, que tem a função de misturar as partículas dos alimentos comsecreções gástricas. É importante ressaltar que a secreção gástrica não contém enzimas digestivas específicas para a quebra do carboidrato, ocorrendo, portanto, a movimentação do carboidrato para a parte inferior do estômago e da válvula pilórica. Após esse processo, a massa alimentar transforma-se em uma massa espessa chamada quimo, que irá ocupar o duodeno, a primeira porção do intestino delgado.Dentro do intestino delgado os movimentos peristálticos continuam movendo o quimo ao longo do intestino delgado onde a digestão do carboidrato é finalizada através das secreções pancreática e intestinal.
As enzimas do pâncreas entram no duodeno através de um ducto e contém a amilase pancreática, responsável pela continuidade do processo do desdobramento do amido e da maltose. Já as secreçõesintestinais contêm enzimas distintas, as dissacaridases, sacarase, lactase e maltase, que atuam sobre os dissacarídeos para render os monossacarídeos glicose, frutose e galactose para absorção.

Digestão das Proteinas

A digestão de proteína começa no estômago, onde as proteínas se decompõem em proteoses, peptonas e polipeptídeos grandes, e continua no intestino delgado pela ação das enzimasproteolíticas provenientes do pâncreas e da mucosa intestinal. No estômago, o pepsinogênio inativo é convertido na enzima pepsina quando ele entra em contato com o ácido hidroclorídrico e outras moléculas de pepsina por estímulo da presença do alimento. Esta enzima começa a quebra ou clivagem das proteínas dos alimentos, principalmente o colágeno, a principal proteína do tecido conjuntivo.
Asproenzimas pancreáticas são ativadas pela enteroquinase do suco intestinal que transforma o tripsinogênio em tripsina por meio de uma hidrólise. Esse processo é continuado por uma ativação em cascata das outras proenzimas pancreáticas através da ação da tripsina. A tripsina, quimiotripsina e carboxipolipeptidase pancreáticas decompõem a proteína intacta e continuam a decomposição iniciada no estômago...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • DIGESTÃO, ABSORÇÃO E METABOLISMO DE LÍPIDEOS, PROTEÍNAS E CARBOIDRATOS PARA MONOGÁSTRICOS
  • digestao de lipideos e proteinas em monogastricos e ruminantes
  • APOSTILA DE CARBOIDRATOS PROTEINAS LIPIDEOS E VITAMINAS
  • Processo de digestão dos carboidratos, proteínas e gorduras
  • DIGESTÃO E ABSORÇÃO DE: CARBOIDRATOS, LIPIDIOS, PROTEÍNAS, VITAMINAS E MINERAIS
  • Identificação de lipídeos, proteínas, carboidratos e cloreto de sódio
  • Carboidratos, lipídeos, proteínas, omêga 3 e 6.
  • água, proteínas, sistema ABO, lipídeos, carboidratos e osmose

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!