Dia triste

Páginas: 2 (304 palavras) Publicado: 27 de novembro de 2014
Dia 26 de novembro de 2004 levantei me arrumei para ir para a escola, abri a porta e vejo meu querido cachorrinho chamado Leãozinho (fui eu quem dera a ele esse nome).Como todos os dias, dei “bom dia” e fui a escola.
Meu dia na escola foi normal, cheguei em casa e não o vi, mas não me preocupei pois ele era acostumado sair parapassear. Quando deu às três horas comecei a ficar preocupada, pois ele não tinha voltado. Às cinco e meia, horário que meu irmão caçula chega da escola, pedi para que elefosse procurar o Leãozinho. Passaram-se alguns minutos e meu irmão chegou chorando, perguntei o que havia acontecido, ele chorando respondeu: “O Leãozinho moo – ree- u...”Entrei em desespero, não sabia o que fazer, ou melhor, como reagir... Apenas chorava.
Como um filme, várias senas se passaram pela minha cabeça... Eram as perdas daminha vida... Entes queridos e meus animaizinhos de estimação que a morte nos separou. Por quê? Por quê? Essa era a minha pergunta. Meu avô, o ursinho, minha saudosa mãe,meu cachorro Half, e agora o leãozinho! É muito azar mesmo. Minha vida é uma merda, uma grande merda, há essa hora meu querido cachorro deve estar fedendo ao lado darodovia, e assim termina minha história com um super cão, que adorava subir em cima do carro do meu irmão e riscar toda a lataria, que morria de medo de fogos deartifícios, que pulava o muro para correr atrás dos motoqueiros, que um dia quando pequeno escondeu-se dentro do guarda-roupa e ficou lá umas seis horas... Que quando eu chegava emcasa abraçava as minhas perdas e limpava suas remelas em minha calça. Leãozinho eu te amava tanto... que dia péssimo, eu preciso viver bem mas assim ta difícil.
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Dia triste
  • Triste
  • Tristes Trópicos
  • Um triste acidente
  • um triste fim
  • Historia triste
  • sandra "a triste"
  • A Nuvenzinha Triste

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!