Determinação do teor de sulfato em gesso

Páginas: 7 (1624 palavras) Publicado: 23 de outubro de 2011
UFPE - UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO
DEQ – DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA QUÍMICA
CURSO: QUÍMICA INDUSTRIAL
DISCIPLINA: QUÍMICA ANALÍTICA EXPERIMENTAL

EXPERIMENTO: DETERMINAÇÃO

DO TEOR DE SULFATO

EM GESSO



ASSUNTO: VOLUMETRIA DE NEUTRALIZAÇÃO
PROFESSORA: FERNANDA HONORATO
ALUNA: ROSEANE MARIA DOS SANTOS LIMA

Recife, 31 demarço de 2011
INTRODUÇÃO

O gesso é uma substância, normalmente vendida na forma de um pó branco, produzida a partir do mineral gipsita (também denominada gesso), composto basicamente de sulfato de cálcio hidratado. Quando a gipsita é esmagada e calcinada, ela perde água, formando o gesso. Existem muitas variedades de gesso, cada uma adaptada a uma função de determinado trabalho: ceramista,fundidor, decorador, dentista, etc. O critério para utilização de um tipo de gesso é dependente de seu uso e, como conseqüência, das propriedades físicas que esta aplicação em particular irá exigir. Pode ocorrer ainda na natureza o sulfato de cálcio anidro contendo cerca de 41,2% de CaO e 58,8% de SO3. Neste relatório será calculado o teor de sulfato no gesso comum usando o método da gravimetria porprecipitação. Neste método, o analito é convertido a um precipitado pouco solúvel. Então esse precipitado é filtrado, lavado para a remoção de impurezas, convertido a um produto de composição conhecida por meio de um tratamento térmico adequado e pesado. Idealmente, um agente precipitante gravimétrico deve reagir especificamente, ou pelo menos seletivamente com o analito. Ao precipitar, o analitopode arrastar impurezas do meio num fenômeno chamado co-precipitação. As impurezas co-precipitadas podem provocar tanto erros negativos quanto positivos em uma análise dependendo da natureza delas, por isso deve ser evitada, outro fator a ser evitado é a supersaturação. Como a supersaturação leva à formação de partículas pequenas, difíceis de serem filtradas, na análise gravimétrica é desejávelminimizá-la e assim aumentar o tamanho das partículas do sólido que é formado para aumentar a pureza das partículas e facilitar a filtração.


MATERIAIS UTILIZADOS

• Balão volumétrico de 250mL
• Funil de filtração
• Papel de filtro
• Béquer de 400mL
• Pinça metálica
• Proveta
• Tela de amianto
• Bico de Bunsen
• Tripé
• Cadinho de porcelana
• Pipeta volumétrica de 100mL
• Bastão devidro com ponta de borracha
• Dessecador
• Tubo de ensaio
• Solução de HCl 1:5
• Solução de BaCl2 (10%)
• Solução de AgNO3
• Amostra de gesso


PROCEDIMENTO EXPERIMENTAL

Em uma cápsula de porcelana, pesou-se cerca de 0,5000g da amostra seca e juntou-se 50mL de uma solução de HCl de proporção 1:5. Em seguida, levou-se à secura em banho Maria. Aqueceu-se na estufa durante duas horas,para desidratar a sílica. Esta parte do procedimento, descrita anteriormente, foi executada antes do início da aula em virtude do tempo reduzido para execução da prática. Durante as aulas, Retirou-se o cadinho da estufa, adicionou-se 20mL de HCl 1:5 depois aqueceu a fim de dissolver os sais formados. Filtrou-se a solução de forma lenta usando papel de filtro apropriado, lavou-se a cápsula e opapel de filtro várias vezes com água quente e recolheu-se o filtrado num balão volumétrico de 250mL. Deixou-se o balão esfriar e completou-se o volume com água destilada, depois transferiu-se uma alíquota de 100mL para um béquer de 400mL e completou-se o volume com água destilada até a marca aproximada de 200mL. Aqueceu-se até ebulição e lentamente adicionou-se 10mL de uma solução de BaCl2 a 10%agitando continuamente, deixou-se em repouso por uma noite. Em outro dia, filtrou-se o precipitado com papel de filtração lenta, lavou-se várias vezes com água quente tendo cuidado de não colocar excesso de água, para que o precipitado não ultrapassasse o papel, e passou-se o bastão de vidro com ponta de borracha nas paredes e no fundo do béquer a fim de transferir quantitativamente todo precipitado...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • DETERMINAÇÃO POTENCIOMÉTRICA DO TEOR DE SULFATOS EM ÁGUA E EFLUENTES
  • Determinação de sulfatos em sulfatos solúveis
  • determinação de sulfato como sulfato de bário
  • Determinação de sulfato como sulfato de bário
  • Determinaçao de sulfato
  • Determinação do sulfato
  • Determinação do teor de Ass
  • Determinação de Sulfato em Sulfatos de Metais Alcalinos

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!