Descriminalização do aborto

Páginas: 40 (9845 palavras) Publicado: 1 de dezembro de 2014
1. INTRODUÇÃO

O aborto embora seja um tema que muitos prefiram não comentar, ou até comentem mas sem muito conhecimento sobre o tema, é um assunto muito antigo na humanidade. O que ocorre hoje em dia, e principalmente no Brasil, é o medo de reproduzir suas ideias autênticas, falam apenas superficialmente sobre suas convicções, por medo de atrair dissidentes. A partir do momento que se tocano assunto aborto, a discussão é levada para um âmbito político e também cultural, e nesse último, mais especificamente a religião, e em nosso país aonde existe a máxima “Futebol, política e religião não se discutem” o discernimento sobre inúmeros assuntos são limitados.
Hegel já entendia a importância da crítica, defendia o seu fundamento onde a antítese também constituía a síntese, que por suavez, seria o absoluto temporário – no meu ponto de vista – pois esta síntese está sujeita a novas antíteses, mas quando se elimina de uma sociedade a argumentação, logo se estagna a racionalidade, mantendo-se com uma síntese retrógrada, e é o que acontece com o aborto nos dias atuais.
Olavo de carvalho ao falar brevemente sobre o aborto, busca iniciar a discussão não dos argumentos usados afavor do aborto e contra o aborto, mas ele procura entender o que antecede esses argumentos, e uma das primeiras coisas que ele constatou foi a forma que uma pessoa é capaz de mentir tão tenazmente para si própria, apenas para que após algum tempo repetindo aquela mentira, ela passe a se sentir verdade, mentiras fundamentas em vontades pessoais, onde nesse meio termo, esquecem da individualidade dooutro, esquecem-se que do conjunto, e passam a ser um fanático – segundo Olavo de carvalho, um fanático é qualquer um que deixe de lado a vontade de outrem, levando em consideração apenas sua própria ideologia, elevando-a como um ideal a ser seguido.
Em outras palavras, quem é a favor do aborto, vai pensar apenas nos motivos para si próprio e quem é contra o aborto, é contra de acordo com suasideologias próprias, nessas palavras fica claro que nunca se chegará a um consenso, vai contra até mesmo as regras básicas de persuasão, onde –segundo Dale Carnegie – você tem que colocar em primeiro lugar a vontade dos outros, para que a sua vontade seja realizada.
Esmiuçaremos aqui, os dois lados da moeda. Tanto a visão de quem é a favor como a visão de quem é contra, será levada emconsideração, pois como este grupo também faz parte da humanidade, não conseguimos chegar a um consenso.
Primeiramente falaremos um pouco da história do aborto, para refletirmos que mesmo após longos anos, e inúmeras manifestações, o aborto é ainda um tema muito controverso mas que como uma criança de gênio forte, precisa apenas de uma atenção maior.
Em seguida será feita uma análise cultural, masespecificamente, religiosa. É sabido que a moral é oriunda da ética, tanto como a ética é oriunda da moral, foi escolhido o tema religião pois está presente formalmente e materialmente na sociedade, materialmente em seu conteúdo, onde é um exemplo a ser seguido, com o intuito de elevar a alma a eternidade, e formalmente nas leis expressas em seus livros, dizendo como seus seguidores devem agir.
Énecessário também apresentar as formas que o aborto é feito, para uma criação de um mapa mental, onde está presente não somente a regulamentação mas também os meios que são utilizados para realizar o aborto.
Será mostrada nesse trabalho as legislações onde falam sobre o aborto, tanto no Brasil como em outros países aonde já têm uma discussão mais avançada sobre a descriminalização do aborto.
Porúltimo, serão expostos os diversos argumentos hoje empregados, para que o aborto continue sendo ilegal no Brasil

2. HISTÓRIA DO ABORTO

Um aborto, abortamento ou interrupção da gravidez é a remoção ou expulsão prematura de um embrião ou fetodo útero, resultando na sua morte ou sendo por esta causada. Isto pode ocorrer de forma espontânea ou induzida, provocando-se o fim da gestação, e...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Descriminalização do aborto
  • Os cristãos diente da descriminalização do aborto
  • Aborto descriminalização legalização
  • A descriminalização do Aborto Anencefálico
  • Artigo de opinião sobre Descriminalização do Aborto
  • Aborto: a descriminalização não é o caminho a percorrer
  • ABORTO: ASPECTOS POLÊMICOS, ANENCEFALIA E DESCRIMINALIZAÇÃO
  • Descriminalização do aborto em casos de anencefalia: dos precedentes à repercussão social

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!