Depressão

Páginas: 13 (3071 palavras) Publicado: 3 de outubro de 2014
1

A CLÍNICA DO SUJEITO NA DEPRESSÃO 1

Marlucy Ângela de Morais Evangelista 2
Cassia Túlio 3

RESUMO

A ascensão da temática em torno da depressão é notória. O significante depressão é
evidenciado na queixa das pessoas que se nomeiam deprimidas. Em busca de soluções rápidas
e urgentes, sujeitos chegam à clínica atestando um rótulo acompanhado das prescrições
medicamentosas. Torna-serelevante o contínuo pensar e repensar a respeito desses ditos do
sujeito que assinalam um sofrimento endereçado ao analista. Como diferenciar esses estados
nomeados pelo sujeito? È tristeza? É um estado depressivo? Ou uma melancolia? A partir
dessas questões discutimos como desenvolve o processo de elaboração psíquica após uma
perda significativa para o sujeito, onde constataram a diferençaentre o luto e a melancolia, a
tristeza e os estados depressivos. Para responder essas questões, fizemos um percurso na
teoria psicanalítica, tendo como texto base Luto e Melancolia de Freud.
Palavras Chaves: Depressão. Tristeza. Luto. Melancolia. Psicanálise.

ABSTRACT
The rise of the theme of depression is notorious. A significant depression is evidenced by the
complaint of the people whonominate depressed. Looking for quick and urgent solutions
patients go to the doctor’s offices presenting clinical signs and taking drug prescriptions.
Becomes relevant continuous thinking and rethinking about these states of the subject,
indicating a hardship addressed to the analyst. How to differentiate these states presented by
the patient? Is it sad? Is it a state of depression? Or amelancholy? Therefore, from these
issues we discussed how the psychic process develops, after a significant loss for the subject,
which consisted the differences between mourning and melancholia, sadness and depressive
states. To answer these questions, we did a tour in psychoanalytic theory, having as basis the
text “Mourning and Melancholia” by Freud.
Keywords: Depression, sadness, mourning,melancholy and psychoanalysis.

1

Trabalho de Conclusão de Curso apresentado na UNILESTE para obtenção de titulo de Especialização.
Graduada em Psicologia pelo Unicentro Newton Paiva/2003, pós graduanda em Clínica Psicanalítica na
Contemporaneidade (UNILESTE). Endereço eletrônico: marlucyangela@yahoo.com.br
2

2

INTRODUÇÃO

A ascensão da temática em torno da depressão é notória,sujeitos têm chegado à clínica
nomeando-se deprimidos associando a esse significante um estado de alma triste, desanimado,
sem energia para desenvolver quaisquer atividades ou dar curso à vida. Queixam-se
desmotivado, irritado, com insônia, sem desejo para realizar tarefas do dia-a-dia e diminuição
do desejo sexual. Geralmente, dizem sem vontade de fazer nada, de sair com amigos, de sair
para otrabalho, sonolência. Sinais visíveis de cansaço e desânimo como se estivessem
arrastando o mundo, choro sem motivo aparente, fadiga. Na maioria das vezes dizem não
entender porque se sentem assim e não associam este estado de ânimo com nenhum
acontecimento significativo.
Na tentativa de voltar ao estado normal, “quero voltar a ser como eu era antes, produtivo e
alegre,” chegam com umautodiagnóstico, um rótulo acompanhado das prescrições
medicamentosas, em busca de respostas rápidas e urgentes. O significante depressão está aí
como queixa dos sujeitos que se nomeiam assim ou como diagnósticos por parte dos médicos
e psiquiatras.

Será que podemos pensar a multiplicação dos deprimidos como um sinal do tempo em que
vivemos? È necessário situar que esse sujeito que se apresenta àclínica está imerso num
tempo em que a competitividade no mercado é cada vez mais feroz, associando-se aos
imperativos de gozo de uma sociedade cada vez mais produtora de gadgets – objetos que acenam com
a promessa de satisfazer o desejo –, tudo isso podendo, efetivamente, contribuir para o estado
depressivo de um sujeito desorientado em relação ao seu desejo, perdido de seus ideais.

È o...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Depressão
  • depressão
  • Depressão
  • Depressão
  • A depressão
  • Depressão
  • depressão
  • Depressão

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!