Depreciações

Páginas: 7 (1653 palavras) Publicado: 19 de outubro de 2011
Depreciação:
A depreciação é a imputação sistemática da quantia depreciavel de um activo durante a sua vida útil (nº6 da NCRF 7).
Representa uma operação contabilística que visa registar o desgaste do investimento no processo produtivo da entidade, espelhando assim a realidade económica na medida em que permite equilibrar os custos com o desgaste do bem e os benefícios económicos por elegerados.

Quantia depreciável:
É o custo de um activo (ou outra quantia substituta do custo), menos o seu valor residual, ou seja, é a quantia que irá servir de base ao cálculo da depreciação. (nº53 da NCRF7)

Valor residual
É a quantia estimada que uma entidade obteria correntemente pela alienação de um activo, após dedução dos custos de alienação estimados, se o activo já tivesse a idade e ascondições esperadas no final da sua vida útil (nº6 da NCRF 7)
O valor residual é muitas vezes insignificante ou de difícil quantificação, por isso, normalmente considera-se que é igual a zero (nº53 da NCRF7).

Inicio da depreciação
A depreciação de um AFT inicia quando este está disponível para uso (nº 55 da NCRF7).
No caso dos terrenos, tendo estes uma vida útil ilimitada não é, regra geral,sujeitos a depreciação (nº 58 da NCRF7).

Vida útil
É o período durante o qual uma entidade espera que um activo esteja disponível para o uso ou o número de unidades de produção ou similares que uma entidade espera obter do activo (nº 6 da NCRF 7)
É uma estimativa efectuada pela entidade fundamentada por um juízo de valor baseado na experiência da entidade com activos semelhantes.
Os bensdo activo fixo tangível têm, normalmente uma vida útil limitada, por isso devem ser depreciados em função da sua utilização. A depreciação de um AFT inicia-se quando este está disponível para uso (nº 55 da NCRF7). No caso dos terrenos, tendo estes uma vida útil ilimitada não é regra geral sujeitos a depreciação (nº 58 da NCRF7).
COMO SE ESTIMA A VIDA ÚTIL DE UM BEM DO ACTIVO FIXO TANGÍVEL?
*Através da experiência da empresa com activos semelhantes
* Na estimativa da vida útil devem ser considerados (nº 56 da NCRF7):
* O uso esperado do activo (capacidade esperada);
* O desgaste normal e ruptura físicos esperados (n.º de turnos);
* A obsolescência técnica (avanços tecnológicos);
* Limites legais ou semelhantes sobre o uso do activo (datas de extinção de locações).* O valor residual e a vida útil devem ser revistos pelo menos no final de cada ano financeiro (nº 51 da NCRF7).
Sempre que se entender alterar a vida útil estimada, os gastos de depreciação do período corrente e futuros devem ser estimados com base na estimativa da vida útil remanescente – nunca devem ser feitas as correcções em Capitais Próprios (NCRF 4- Políticas contabilísticas, alteraçõesnas estimativas contabilísticas e erros).

Métodos de cálculo das depreciações
• Critérios rígidos
* Método da linha recta (quotas constantes);
* Método do saldo decrescente (ou da soma dos dígitos dos anos);
• Critério elástico
* Método das unidades de produção.

Método da linha recta
Este método pressupõe que o desgaste é directamente proporcional ao tempo de vida útil dobem, ou seja, é constante o valor das quotas anuais de depreciação. Tem como característica a fixação da quantia depreciavel do item aquando a sua aquisição, atendendo apenas ao factor tempo:
O cálculo poderá ser efectuado das seguintes formas:
* (Custo do item – valor residual) / vida útil
* (Custo do item – valor residual) * taxa de depreciação.

Método do saldo decrescente
Este é ummétodo de depreciação acelerada.
A quota de depreciação é maior nos primeiros anos de vida útil do bem, do que nos últimos. Caracteriza-se por imputar ao item do activo um valor de depreciação mais elevado no inicio da sua vida útil, decrescendo a depreciação ao longo da vida.
O cálculo da quantia depreciavel em termos anuais é efectuado da seguinte forma:
Depreciação do ano N = Taxa de...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • DEPRECIAÇOES
  • A.F.T.
  • Depreciações activos fixos tangiveis

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!