Depo de macarrão

Páginas: 9 (2250 palavras) Publicado: 29 de novembro de 2012
'Não sou esse monstro'
Antes de falar ao júri, Macarrão ouviu a leitura da denúncia contra ele e disse para juíza Marixa Fabiane Lopes Rodrigues que a acusação "em partes é verdade" e que ele não falou, em depoimentos anteriores, tudo que sabia sobre Eliza. "Quero deixar bem claro para a senhora que eu não sou esse monstro que as pessoas colocaram", disse Macarrão. "E hoje eu vou falar tudo quea senhora queira ouvir da minha boca e colaborar com a verdade dos fatos".
O réu esclareceu que era conhecido como administrador de Bruno, mas que "fazia de tudo, cuidava da casa, dirigia carro". "No começo só pagava as contas. Depois foi criando um vínculo maior, o grau da confiança foi aumentando".
'Orgia no apartamento'
Macarrão disse que Bruno conheceu Eliza Samudio durante "orgia noapartamento" e que, tempos depois, o goleiro contou que achava que a jovem estava grávida. O réu afirmou que não levou Bruno a sério, mas que o goleiro iria encontrar Eliza para conversar. Meses mais tarde, Bruno retomou o assunto e confirmou que "a garota estava grávida mesmo".
Na festa em que conheceu Eliza, segundo Macarrão, Bruno teria contado que "transou com a garota em 15 minutos". O réu disse àjuíza que só foi saber o nome de Eliza Samudio no Rio de Janeiro, quando Bruno a forçou a vítima a tomar abortivos, segundo boletim de ocorrência.
Macarrão é interrogado pelo júri popular e detalha a
relação com Eliza Samudio (Foto: Leo Aragão/G1)
De acordo com Macarrão, Bruno passou telefone e e-mail dele para Eliza, que "só ligava para falar do dinheiro". "No momento que assumi toda situaçãode trabalho no Rio, depositei duas ou três vezes", disse Macarrão sobre pensão alimentícia de cerca de R$ 3 mil.
"Eu falava que estava resolvendo, que o Flamengo não pagou naquele mês, mas que iria resolver", contou. O réu disse que, em fevereiro de 2010, o clube pelo qual Bruno atuava como goleiro titular pagou R$ 325 mil líquidos ao jogador, mas que o dinheiro não foi usado para quitar dívidascom Eliza.
Ele afirmou que pagou um mês de hospedagem para Eliza no Hotel Transamérica, no Rio de Janeiro, e que ela "ligava pedindo mais que a pensão". "Eu que levei o Bruno para conhecer o filho dele", disse Macarrão.
Agressão no carro
Macarrão disse que foi jantar em um restaurante ao lado do Hotel Transamérica com Jorge Luiz Rosa, primo de Bruno, menor de idade na época, e que encontrouEliza no local. Ela pediu R$ 1,5 mil e começou a xingá-lo quando ouviu que não era possível sacar o dinheiro.  Ele teria pedido calma para a mãe de Bruninho e depois ido com ela e o menor até o banco, na Land Rover do goleiro.
O réu disse que conseguiu sacar R$ 800 de uma conta e que e fez uma transferência com outra. "Mostrei pra ela que não tinha como sacar. Ela queria R$ 1,5 mil de qualquerjeito". Segundo relato de Macarrão, ele estava levando Eliza de volta para o hotel "quando ocorreu a briga".
"O menor, ele tava muito alterado", disse Macarrão, destacando que o primo de Bruno tinha problema com drogas. Segundo ele, Jorge Luiz Rosa estava no banco do carona e começou a ofender Eliza: "Por que o Bruno foi mexer com um tipo de mulher dessas?", questionou. A jovem revidou: "Quem que éseu primo? Ele está achando que é o Rogério Ceni? Seu primo é um filha da p...".
De acordo com o relato, Rosa acertou uma cotovelada que fez sangrar o nariz de Eliza. "Foi aí que eu quase bati o carro. Eu estava tentando separar a briga com a mão no volante", afirmou o réu, referindo-se ao sangue encontrado no carro de Bruno. Depois, parou o veículo para o primo do goleiro descer e disse: "Vocêviu o que você fez, cara? Amanhã essa mulher vai estar na imprensa e vai acabar com a vida do Bruno". Macarrão negou que Eliza tenha recebido uma coronhada. "Nunca andei armado, Jorge nunca andou armado. Não teve nenhum machucado na cabeça".
Em seguida, Macarrão teria perguntado se Eliza queria ir até o apartamento no Recreio dos Bandeirantes. A jovem teria aceitado. "Hora nenhuma eu peguei ela e...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Macarrão
  • Depos dos quinze
  • macarrão
  • Depos da revolucão industrial()
  • Macarrão Instântaneo
  • ponte macarrão
  • TORRE DE MACARRÃO
  • ponte de macarrão

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!