Demagogia

Páginas: 2 (277 palavras) Publicado: 15 de maio de 2014
O demagogo, na sua expressão grega primitiva era apenas o chefe ou “condutor do povo”, sem qualquer sentido pejorativo, servindo para qualificar os chefespolíticos, como Sólon ou Demóstenes. A palavra sofre uma evolução semântica e já em Platão (Politeia, livro V), o demagogo é qualificado como o animal que chama boa à scoisas que lhe agradam e más à s coisas que ele detesta. Do mesmo modo em Aristóteles (Política, livro V), onde se acentua que o demagogo utiliza a lisonja e osartifícios oratórios. A partir do século XIX a demagogia passa a ser considerada uma degenerescência da política, correspondendo à definição dada por Bertrand deJouvenel, a arte de conduzir habilmente as pessoas ao objectivo desejado, utilizando os seus conceitos de bem, mesmo quando lhe são contrários. Max Weber utilizando umconceito amplo de demagogo, que inclui o jornalista, defere que na política contemporânea o demagogo substitui o púlpito. Com efeito, na democracia de massa, oschefes políticos utilizam algo que vai além da persuasão e que se inclui na zona do artifício e da manha, gerando-se um populismo que também chegou a ser utilizadopelos instauradores de regimes autoritários e totalitários, mas que também funciona na propaganda democrática, no âmbito da chamada personalização do poder. Comoassinala Max Weber,"desde que apareceu o Estado Constitucional e , mais completamente, desde que foi instaurada a democracia, o demagogo é a figura típica do chefepolítico no Ocidente". Uma demagogia que, depois de se transmitir pela palavra impressa e através dos jornalistas,passou para a rádio e para a televisão.
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Demagogia
  • Demagogia
  • Demagogia
  • A luta antimanicomial é uma demagogia
  • O mito da caverna e a demagogia
  • Notícias sobre demagogia, elite no poder, ignorância, cartéis políticos e leis desnecessárias

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!