deficiente auditivo

Páginas: 6 (1286 palavras) Publicado: 25 de setembro de 2014
Professores, neste encontro estudaremos o texto Deficiente Auditivo e Surdo:
uma reflexão sobre as concepções subjacentes ao uso dos termos de Ana Dorziat,
o qual busca uma reflexão sobre os termos deficientes auditivos e surdos, bem como
as concepções de surdez que estão subjacentes a eles. Tais concepções se constituem
carregadas de ideologias, relações de poder e interesses sociais,políticos e culturais.
Faz-se necessário questionar qual a importância que atribuímos à perda auditiva
neste contexto. Não vamos negar que o sujeito surdo não ouve, mas esta não é a
condição primeira que devemos ter ao pensarmos em uma proposta pedagógica para
este aluno, pois a perda auditiva é apenas um aspecto de sua subjetividade. Devemos
levar em consideração a diferença como ponto inicial parauma intervenção pedagógica
e não a falta e o déficit, pois se acreditarmos na deficiência como o único eixo que
define a vida do sujeito, não estamos falando de um projeto pedagógico e nem da
escola como um espaço de aprendizagem. A partir destas considerações, salientamos
que há outros aspectos essenciais da subjetividade do aluno que só serão conhecidos
se nos dermos a oportunidade devê-lo como um sujeito, com interesses, características
e comportamentos muito próprios."Antes de qualquer coisa, é importante saber que existe mais de um tipo de deficiente auditivo. Não somos todos iguais (in)felizmente. Existem os “verdadeiros” deficientes auditivos que, tal como diz o nome, tem algum tipo de perda auditiva de leve a moderada, que geralmente se resolve com aparelhos auditivos. Comeles, basta você falar um pouco mais alto, mas pelamordosdeuses, não fale como se você estivesse falando num megafone, porque o aparelho já ajuda muito. E, mais importante, espere ele dizer pra aumentar a voz, senão perigam os tímpanos dele estourarem junto com as suas cordas vocais! Além deles, existem os surdos sinalizados, mais conhecidos como surdos-mudos, muito embora a maioria tenha voz,apenas não costuma usá-la ou porque não aprendeu o necessário ou porque tem vergonha/não gosta, eles falam uma língua própria, chamada Língua Brasileira de Sinais ou simplesmente Libras. Uma boa parcela nasceu surda ou perdeu a audição antes da formação plena da fala. São também chamados de surdos pré-linguais. Há também, um grupo grande, mas menos conhecido e facilmente confundido com deficienteauditivo. São os surdos oralizados, que se comunicam através da fala oral, lêem os lábios, mas o aparelho comum não costuma resolver o problema de audição deles. Podem ser surdos adquiridos após a aquisição plena da fala (chamada surdez pós-lingual) ou surdos de nascimento que aprenderam a falar com fonoterapia. Quando esses também falam a língua de sinais, são chamados de surdos bilíngües. A línguade sinais não é igual ao português, tem morfologia e sintaxe próprias, é um idioma independente. Não pense que basta aprender os sinais pra falar Libras. Como qualquer outra língua, é preciso estudar a gramática e estruturação da frase pra dominar esta língua. Agora que já se sabe quais são as cores e sabores dos deficientes auditivos, voilà as dicas. 1. Fale devagar, sempre. Mas com naturalidade.Não adianta falar separando as sílabas ou articulando demais. Além de você acabar fazendo careta o tempo todo – que certamente o surdo terá que se segurar pra não rir – além de provocar dores no maxilar, periga você acabar se perdendo na linha de pensamento. Devagar, sim. Em 33 rotações, só se seu objetivo for matar o interlocutor de tédio. 2. Fale de frente pra ele. Se passar uma linda deusa nasua frente e você precisar virar o rosto, faça uma pausa. Cada virada de rosto é uma sílaba ou palavra perdida que poderiam alterar completamente o sentido da conversa. Jogos de adivinhação são supimpa, mas podem causar um grande mal entendido desnecessário. 3. O volume da voz deve ser de acordo com a perda de audição da pessoa. Claro que você não precisa ser adivinho. Comece falando com o tom...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Deficientes auditivos
  • deficientes auditivos
  • Deficiente Auditivo
  • Deficiente auditivo
  • Plano de Aula para Deficientes auditivos
  • Deficiente auditivo no mercado de trabalho
  • Monografia deficientes auditivos
  • A inclusão de deficientes auditivos

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!