Deficiência mental

Páginas: 5 (1004 palavras) Publicado: 25 de março de 2012
UNINTESE UTP - Universidade Tuiuti do Paraná

Curso de Capacitação em “EDUCAÇÃO ESPECIAL”
 
RESENHA CRITICA EM “DEFICIÊNCIA MENTAL”`

PROFESSOR: PEDRO LUIZ STIELER

SANTA ROSA, RS, 22 DE AGOSTO DE 2009

PAULINHA SCHNEIDER

RESENHA: DEFICIÊNCIA MENTAL

PESSOTTI, Isaias. Deficiência mental: da superstição à ciência. São Paulo: EDUSP, 1984. 204p.

Bacharelou-se em Filosofia,pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da Universidade de São Paulo (USP), em 1955 (Sei que o professor Isaias orgulha-se de dizer que se graduou em Filosofia pela “Maria Antônia”). Obteve o título de Especialista em Educação, pela Universidad de Chile em um curso oferecido pela Organização das Nações Unidas, para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO), em 1959. Doutorou-se em Ciências,com distinção, também pela Universidade de São Paulo, em 1969. Sua carreira acadêmica centralizou-se no Departamento de Neuropsiquiatria e Psicologia Médica da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto-USP, onde ingressara em 1967. Tornou-se Livre Docente em 1977, Professor Adjunto em 1981 e Professor Titular em 1984 junto a essa Universidade, sempre por concurso público de títulos e provas.Embora este momento histórico não registre na literatura muitas referências quanto aos portadores de deficiência, é sabido que em Esparta crianças portadoras de deficiências físicas ou mentais eram consideradas subumanas, o que legitimava sua eliminação ou abandono. Portanto, pode-se dizer que não existia nenhum processo de interação com tais indivíduos.
Pensar a deficiência mentalhistoricamente faz-se necessário em qualquer texto que a ela se refira, uma vez que tal fato consiste em localizá-la têmpora-espacialmente, fazendo com que percebamos que a maneira pela qual nos relacionamos com ela depende fundamentalmente do momento histórico e da ideologia que permeia a sociedade em questão.
Como podemos perceber, ainda que sob a égide da proteção e da bondade, a instituição seorganiza, e permanece até hoje, com um aparato de controle e de resolução da problemática social ocasionada pelo portador de deficiência mental.
Pessotti (1984) faz uma revisão histórica a respeito da deficiência mental, destacando as concepções adotadas, em cada período, que influenciaram as atitudes da sociedade em relação à deficiência.
Destaca que com o passar dos séculos, asconcepções sobre DM foram se ampliando, em parte como conseqüência das mudanças ocorridas nas sociedades e no campo científico. Mas, foi somente no século XIX que se percebeu uma postura de responsabilidade pública com relação às necessidades dos deficientes. No século XX, as ações se tomaram mais concretas, havendo uma multiplicidade de modos de encarar a DM, acarretando o surgimento de váriosmodelos explicativos, como o metafísico, o médico, o educacional, o da determinação social e o sócio-construtivista ou sócio-histórico.
Pessotti (1984), trata com bastante propriedade do movimento que o conceito de deficiência mental sofreu ao longo da história descrevendo-o minuciosamente como problema teológico, médico e científico.
Na Antigüidade, o deficiente mental eraabandonado ao relento. Atitude considerada coerente com os ideais morais da época, em que a perfeição do indivíduo e a eugenia eram valorizadas. De acordo com Pessotti (1984), em Esparta os deficientes mentais eram considerados sub-humanos, o que legitimava a morte e o abandono deles.
Durante a Idade Média, a deficiência é concebida como um fenômeno metafísico e espiritual por conta da influênciado Cristianismo, que reconhece a pessoa com deficiência como possuidora de alma e, portanto, merecedora de cuidados, o que levou as ordens religiosas ao acolhimento dessas pessoas. Apesar de serem vistos como filhos de Deus, ainda pesava sobre os deficientes o caráter do demoníaco; por serem considerados produtos da união entre a mulher e o demônio. Esta ambivalência caridade-castigo revela a...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Deficiencia mental
  • Deficiência Mental
  • Deficiencia mental
  • deficiencia mental
  • Deficiência mental
  • Deficiência Mental
  • Deficiencia mental
  • Deficiência mental

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!