DEFICIÊNCIA INTELECTUAL NA EDUCAÇÃO INCLUSIVA

Páginas: 8 (1787 palavras) Publicado: 9 de dezembro de 2014
DEFICIÊNCIA INTELECTUAL NA EDUCAÇÃO INCLUSIVA




Juno Brasil Custódio de Souza
Suely Maria Rodrigues Pinheiro
Professora-Tutora Externa: Marcela
Centro Universitário Leonardo da Vinci - UNIASSELVI
Licenciatura em Ciências Biológicas/Letras (BID 0315) – Prática do Módulo I
05/07/2014


RESUMO

Este paper é um trabalho da disciplina Seminário da Prática, do Módulo I, da Turma BID0315, composta de alunos de Licenciatura em Ciências Biológicas e em Letras da UNIASSELVI e tem como objetivo propor a uma reflexão crítica de alguns dos princípios, desafios e sugestões que configuram a Educação Inclusiva, com ênfase na Deficiência Intelectual, como um processo em andamento no sistema educacional brasileiro. A metodologia usada neste paper foi a da prática simulada, comexploração de estudos teóricos, seminário em sala de aula, pesquisas de artigos na internet e análise de documentos internacionais e da Legislação brasileira. Leis estas que formularam uma proposta da construção de uma reestruturação do sistema educacional do Brasil. Embora fossem implantados diversos programas federais como; Educação Inclusiva: Direito à Diversidade; Escola Acessível e outros programascomplementares, mas, o sistema educacional brasileiro ainda sofre de maiores ações, para que seja realmente inclusivista.


Palavras-chave: Educação Inclusiva. Deficiência Intelectual. Paradigma.


1 INTRODUÇÃO

Educação inclusiva é um processo educacional em andamento, conceito contemporâneo que surgiu a partir da década de 90,pois até os anos 60, as pessoas com deficiências eram segregadas, rejeitadas, perseguidas, excluídas da sociedade e desprovidas de atendimento educacional. Nesta época a igreja passou a tratar os deficientes de uma forma caritativa, segregando as pessoas com necessidades especiais, com um olhar clínico e procuravam tratar os portadores de deficièncias através da medicina.
O primeiro documento queassegura às pessoas com deficiências ao direito de cidadania e de educação foi a Declaração Universal dos Direitos Humanos, mas ainda na década de 80 as pessoas deficientes recebiam educação especial, administradas por instituições filantrópicas e religiosas, segregativas e sem a participação do governo. Esta fase é a que muitos teóricos denominam de Educação Especial, quando no Brasil surgeminúmeras instituições denominadas de escolas especiais, centros de reabilitação e oficinas protegidas, atreladas ao método de atendimento clínico.
O paradigma da educação especial em alguns países, inclusive no Brasil é rompido a partir da Conferência Mundial da Educação para Todos, ocorrida no ano de 1990, na cidade tailandesa, Jomtiem, em 1990, neste período se inicia a fase que alguns estudiososconsideram como Educação Integrada, pois este novo sistema educacional de integração escolar passa a inserir os deficientes no sistema regular de ensino, mas adaptando-os ao sistema de maneira integrada e não inclusiva. A Educação Inclusiva teve seu marco histórico a partir da Declaração de Salamanca, redigida na Conferência Mundial sobre Necessidades Educativas Especiais: acesso e qualidade,realizada pela Unesco, em Salamanca, na Espanha, no ano de 1994, onde o Brasil também participou e assinou o tratado de implantar um novo sistema educacional de escola para todos, com diversidade, acessibilidade e qualidade.
Entre as diversas deficiências reconhecidas mundialmente, este paper tem como objeto de estudo a Deficiência Intelectual (DI), conceito atual, nomeado pela Organização Mundialde Saúde (OMS, 2004) em conjunto com a Organização Pan-Americana da Saúde (Opas), abolindo as classificações de leve, moderada e grave, passando a caracterizá-la por funcionamento intelectual significamente inferior à média, associado por limitações adaptativas em pelo menos duas áreas de habilidades: comunicação, autocuidado, vida no lar, adaptação social, saúde, segurança, uso de recursos...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Educação inclusiva: deficiencia intelectual
  • O conceito de deficiência e a educação inclusiva
  • Monografia em Educação Especial
  • MODELOS DE DEFICIÊNCIA E SUAS IMPLICAÇÕES NA EDUCAÇÃO INCLUSIVA
  • A educação inclusiva e o aluno com deficiência visual
  • A educação de jovens e adultos com deficiência intelectual na escola especial
  • A EDUCAÇÃO INCLUSIVA COMO UM DIREITO DOS ALUNOS COM DEFICIÊNCIA AUDITIVA
  • A educação da criança com deficiência: da segregação às propostas inclusivas

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!