Curare

662 palavras 3 páginas
Curare
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Strychnos toxifera, planta de onde se extrai o curare. Ilustração do livro Plantas Medicinais de Köhler, de 1887.
Curare é um nome comum a vários compostos orgânicos venenosos conhecidos como venenos de flecha, extraídos de plantas da América do Sul.1 Possuem intensa e letal ação paralisante1 , embora sejam utilizados medicinalmente como relaxante muscular ou anestésico2 . Seus principais representantes são plantas dos gêneros Chondrodendron e Strychnos, da qual um dos subprodutos é a estricnina. Este age como bloqueador nicotínico na placa motora que localiza-se na fenda sináptica imediatamente oposta ao axônio terminal pré-sináptico.
Índice [esconder]
1 Tipos
2 História
3 Mecanismo de ação
4 Referências
Tipos[editar]

As três principais famílias de curare são:
Tubocurare: também conhecida como "tubo" ou "curare bambu"3 , devido ao seu formato de tubos de bambu oco. Sua principal toxina é a D-tubocurarina. É um alcalóide mono-quaternário e derivado da isoquinolina.
Calebas curare: também conhecida como "curare cabaça" (gourd curare em inglês) em classificações britânicas antigas, devido ao seu formato de cabaça oca. Suas principais toxinas são o alcurônio (alloferine) e a toxiferina.
Pot curare: tem esse nome por ser embalada em potes (tradução do termo inglês pot) de terracota. Suas principais toxinas são a protocurarina, protocurina e protocuridina.
Dessas três famílias, algumas fórmulas pertencentes à calebas curare são as mais tóxicas, apresentando valores LD50.
É importante lembrar que o Curare não é um anestésico. O uso do Curare como anestesico é letal. O curare é um bloqueador dos receptores da acetilcolina.
História[editar]

Frontispício de uma edição de 1892 do livro de d'Anghiera.
A primeira referência escrita que existe sobre o curare aparece nas cartas do historiador e médico italiano Pietro Martire d'Anghiera (1457 - 1526). Essas cartas foram impressas parcialmente em 1504,

Relacionados

  • CURARE
    1268 palavras | 6 páginas
  • Curare
    595 palavras | 3 páginas
  • Intixicação por curare
    655 palavras | 3 páginas
  • substancia curare
    349 palavras | 2 páginas
  • Efeitos diversos do curare
    455 palavras | 2 páginas
  • gas sarin,botox,curare
    1287 palavras | 6 páginas
  • Resumo direito empresarial
    481 palavras | 2 páginas
  • Trabalho sobre frutificação
    1077 palavras | 5 páginas
  • atps direito empresarial
    1853 palavras | 8 páginas
  • alcaloides isoquinolinicos
    570 palavras | 3 páginas