CUIDADOS DE ENFERMAGEM AO IDOSO COM PARKINSON: UMA REVISÃO DA LITERATURA

Páginas: 14 (3473 palavras) Publicado: 15 de novembro de 2014
1 INTRODUÇÃO

A Doença de Parkinson foi descrita por James Parkinson, em 1817 (SOUZA, 2000). Em 1871, Parkinson publicou a primeira descrição sobre a doença de Parkinson. Para publicação do seu livro “Na Essay on the Shaking Palsy”, Parkinson apresentou seis casos clínicos, sendo todos homens com idade entre 50 a 72 anos (TEIVE; HÉLIO, 1998).
Três foram examinados, e os outros três foramcasualmente observados na rua, onde um deles não foi clinicamente avaliado posteriormente (TEIVE; HÉLIO, 1998).
No entanto, foi Charcot, considerado até hoje como pai da neurologia, quem nomeou como Doença de Parkinson, em homenagem à descrição primária de James Parkinson, antes intitulado como Paralisia Agitante (TEIVE; HÉLIO, 1998).
A Doença de Parkinson trata-se de uma doença progressiva edegenerativa do Sistema Nervoso que leva ao comprometimento da área do controle de movimentos fazendo com que o indivíduo afetado perca a capacidade de controlar movimentos e músculos. (CARVALHO & COUTINHO, 2002)
A Doença desenvolve-se quando neurônio de certa área do cérebro denominada substancia negra morre ou torna-se não funcionante. Esses neurônios produzem uma substância chamada dopamina, que éimportante mensageiro químico, ou um neurotransmissor. (CARVALHO & COUTINHO, 2002)
A etiologia da Doença de Parkinson muitas vezes é de causa idiopática, porem pode estar relacionada à predisposição genética, exposição direta ou indiretamente a substâncias encontradas no local de trabalho, que podem ser altamente tóxicas e favorecer a morte de neurônios da substância negra do cérebro, que podeestar relacionada a disfunções estruturais da célula ou a presença de radicais livres que afetam o metabolismo normal (ALMEIDA, 2011).
As principais manifestações da doença são: bradicinesia (lentidão de movimentos), tremor de repouso, rigidez e instabilidade postural. Tais manifestações dificultam os pacientes afetados de realizar movimentos precisos e controlar o equilíbrio (FREITAS et al, 2002).Outras alterações incluem perda de expressão facial, confusão, rigidez, dificuldade de deglutir, fraqueza, lentidão mental e posição anterógrada (FREITAS et al, 2002).
Quando inicia o aparecimento dos sintomas iniciais já houve cerca de 50% a 60% dos neurônios dopaminérgicos do cérebro. Nas fases mais avançadas, a doença de Parkinson pode comprometer a vida do paciente, além de enfraquecer oorganismo e auxiliar no aparecimento de doenças oportunistas. (CARVALHO & COUTINHO, 2002)
O diagnostico precoce da doença não é de fácil para o portador, pois normalmente ele não consegue identificar e diferenciar os sinais da doença. (PARKINSON, 2011).
A prevalência da Doença de Parkinson é de 80 a 187 casos para cada 100.000 habitantes com idades entre 50 a 70 anos de idade, e a maiorincidência é no sexo masculino, afetando cerca de 3 homens para cada 2 mulheres (OMS, 2011).
Os casos não só afetam pessoas de idade avançada, como também os mais jovens, sendo denominado, nesse caso, Parkinson Precoce ou Parkinson Juvenil (BENNET; PLUM, 1997).
Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o índice de prevalência mundial é de 1%, corresponde aproximadamente de 150 a 200 casos por 1.000habitantes; No Brasil a estimativa é de 300 a 400 mil parkinsonianos (OMS, 2011).
O diagnóstico da Doença de Parkinson é realizado através de histórico clínico do idoso e no exame neurológico, sendo observado aumento gradual dos tremores, maior lentidão de movimentos, caminhar com os pés arrastados, dorso inclinado para frente (GOULART, 2005).
Os sintomas tendem a piorar quando o pacienteenfrenta uma situação de nervosismo. Pode desaparecer quando o paciente realiza alguma atividade que descontrai. Normalmente o tremor é notado quando o paciente segura algum objeto leve como exemplo pente, caneta, lápis e jornal. A perda não consciente ou automática desses movimentos justifica por que o individuo portador da Doença e Parkinson piscam menos que as pessoas não parkinsonianas, por esse...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Leucemia e os cuidados de enfermagem: revisão de literatura
  • Cuidados de enfermagem ao adulto e idoso
  • enfermagem no cuidado humanizado como idoso
  • A enfermagem e o cuidado do idoso dependente
  • Os cuidados de enfermagem ao idoso com mal de alzheimer
  • administração de medicamento no idoso, cuidado de enfermagem
  • O cuidado de enfermagem na alimentação do idoso hospitalizado
  • Sistematização da assistência de enfermagem: uma revisão de literatura.

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!