Critérios de Rateio, Materiais Diretos e Mão de Obra

Páginas: 15 (3622 palavras) Publicado: 16 de maio de 2014
1 INTRODUÇÃO

A Contabilidade de Custos vem evoluindo aceleradamente em meio a Ciência da Contabilidade, se tornando uma ferramenta essencial para as empresas no controle efetivo dos investimentos feitos para a obtenção do produto final, seja do ramo de produção, comercial ou de serviço.
E o conhecimento sobre esse ramo da contabilidade passa a ser de grande importância, para saber onde ecomo aplicar, quais informações você pode gerar na utilização correta dessa ferramenta.
E no trabalho que se segue, serão abordados justamente alguns tópicos importantes para que se possa fazer da contabilidade de custos uma ferramenta eficiente, partindo dos Critérios de Rateio, mostrando como fazer essa escolha do critério, qual influência isso terá no custo final do produto, passando pelosMateriais Diretos, destacando o que integra o valor desses materiais e os critérios de avaliação, finalizando na Mão de Obra, abordando o que integra o valor da mão de obra e outros gastos decorrentes dela.
2 CRITÉRIOS DE RATEIO
Os custos devem ser rateados segundo critérios julgados mais adequados para relacioná-lo aos produtos em função dos fatores mais relevantes que se conseguir. É absolutamentenecessário que a pessoa responsável pela escolha dos critérios conheça bem o processo produtivo, pois a consistência desses critérios é de extrema importância.

2.1 ANÁLISE DOS CRITÉRIOS DE RATEIO – CUSTOS COMUNS.
Os Custos Indiretos só podem ser apropriados, por sua própria definição, de forma indireta aos produtos, ou seja, critérios de rateio, previsão de comportamento de custos, estimativas.Todas essas formas de distribuição contêm, em menor ou maior grau, certo subjetivismo; portanto, a arbitrariedade sempre vai existir nessas alocações, sendo que às vezes ela existirá em nível bastante aceitável, e em outras oportunidades só a aceitamos por não haver alternativas melhores. (MARTINS, Eliseu. Contabilidade de custos. 9º ed. São Paulo: Atlas 2003, p.54)
A primeira medida a sertomada é a separação entre Custos e Despesas. Em uma empresa, por exemplo, o aluguel de um prédio o critério de rateio que vai ser primeiramente lembrado será o de área ocupada por cada um. Talvez haja a necessidade de fazer a distribuição com base então em volume e não em área para se obter um número considerado mais justo para cada parte.

2.2 INFLUÊNCIAS DOS CUSTOS FIXOS E DOS CUSTOS VARIÁVEISSuponhamos que no rateio de custos de um departamento de serviços exista uma situação como esta: o Ambulatório médico precisa ter seus custos rateados para outros departamentos, quer de Serviços quer de Produção. E o Critério adotado pela empresa é o numero de pessoas atendidas de cada departamento. Poderão ocorrer situações um tanto quanto ilógicas se, em determinado mês, somente um departamentodizer uso do Ambulatório, e receber, por isso, todos os Custos Indiretos dele.
Acontece que o Ambulatório possui quase exclusivamente Custos Fixos, e ser for feito com base num critério como esse, de base variável, o numero em reais a ser alocado passará a depender não só dos atendimentos a cada departamento, mais também do numero total de consultas. Além disso, o ambulatório existe também comopotencial de serviços, e é mantido como muito mais em função de probabilidade de uso do que uso efetivo.
A casa de Força, noutro exemplo, também tem um custo de funcionamento muito mais em função do potencial de utilização do que do efetivo consumo de energia em cada período. A alocação com base no consumo de cada mês pode ficar desconcertante se seus custos são predominantemente fixos.

2.3IMPORTÂNCIA DA CONSISTÊNCIA NOS CRITÉRIOS
O ideal seria que todos os produtos industrializados fossem vendidos no mesmo período, nesse caso a avaliação do resultado global da empresa não teríamos problemas. Mais o que ocorre é que parte da produção pode ficar estocada, na forma de produtos acabados ou ainda em elaboração, poderão existir alterações artificiais no resultado. Caso os produtos...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • COMPONENTES DE CUSTOS: MATERIAL DIRETO, MÃO DE OBRA DIRETA E CUSTO INDIRETO DE FABRICAÇÃO.
  • Mãos a Obra Materiais de Construção
  • Criterio de rateio
  • Critérios de Rateio dos CIF
  • maos a obra
  • Mão de Obra
  • mão de obra
  • Mao de obra

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!